Você tem o direito de ser frágil


Se permita experimentar sua fragilidade, ninguém é feito de aço. 

Somos sempre alimentados com o discurso de que o sucesso depende unicamente de quem o faz e é preciso a todo momento ter firmeza, coragem, ânimo e dedicação. Será que é assim mesmo?
O que a sociedade tem feito com a dor e a solidão que é sentida e com o direito de sermos frágeis, principalmente diante deste caos vivido?
O que tem se feito com o seu sentimento de incapacidade e medo?
Claudia Deris, gestora de carreira, responde, “Temos entulhado e ignorado tudo que nos fragiliza e limita no mais profundo do nosso ser, afinal temos que ser melhores a todo o momento e almejarmos o sucesso sempre!”.
A sociedade tem condicionado as pessoas a pensarem positivamente constantemente e lutar vorazmente contra as dores e limitações que estão presentes na rotina. Isso tem gerado um grande faz de conta:
Assim, “Fazemos de conta que é normal e comum viver sem dor, que é possível pensar positivamente sempre, que tudo a nossa volta se transforma conforme a força de nosso pensamentos, que a felicidade plena e constante é totalmente possível para os fortes.” apresenta Claudia.
Este conceito de felicidade ao qual muitas pessoas veem buscando, tem deixado vários doentes e crentes de sua incompetência perante a vida por não conseguir alcançar todos os objetivos e sonhos.
A forma como a sociedade administra as emoções, a adoece, “nem na Disney os heróis são tão perfeitos” comenta a gestora.
É preciso ter cuidado com o nível de crueldade das exigências interiores em prol de uma felicidade totalmente desumanizada.
Todo este lixo gerado pelas limitações que todos adoram esconder atrás de um lindo post com efeitos de imagem, por trás de frases inspiradoras de grandes filósofos que em nada praticamos tem apodrecido a alma e confeccionado, vazios profundos.
Em vista disso, “Permita-se não dar conta, voltar atrás, desanimar e desistir.
Entenda que a nossas fraquezas são sinalizadores de que temos limitações a serem vencidas e tudo bem, use isto a seu favor, use como sua bússola, ao invés de encará-las como inimigos que devem ser eliminados, fazer isto é correr atrás do vento e viver insatisfeito” Finaliza Claudia.

Claudia Deris
Gestora de Carreira