terça-feira, 7 de abril de 2020

Entenda como reclamar também pode ajudar a solucionar problemas


 
Todas as pessoas já experienciaram um momento em que não estamos felizes ou algo não ocorre como planejamos. A partir daí, a tendência é reclamar. É importante lembrar que, ao fazer isso geralmente colocamos o problema em pauta e nunca uma solução efetiva.
Minha posição com base em meus estudos em Psicologia Positiva, Física Quântica e Programação Neurolinguística é que reclamar não faz bem. No entanto, há pesquisas que comprovam que na verdade as queixas podem ter o efeito contrário em ambientes de trabalho, gerando benefícios. Segundo uma pesquisa realizada na Universidade de Melbourne reclamar sobre o trabalho, especialmente durante o expediente, pode ajudar profissionais a superar descontentamentos relacionados a esses problemas.
É claro, a pesquisa em questão foi realizada com um grupo muito específico, uma equipe ocupacional responsável por cuidados paliativos e pacientes oncológicos, mas que ainda assim tem seu valor por comprovar que, usar a reclamação e o humor, criam laços emocionais que ajudam os profissionais a enfrentarem melhor as situações pertinentes ao trabalho.
Todavia é comprovado que, como seres sociais que somos, necessitamos viver e conviver com outros e em ambientes, cada vez mais diversos. Os problemas que juntos os profissionais "sofrem" por no mínimo oito horas, é uma excelente forma de identificação e criação de laços. Mas é necessário ter atenção, uma vez que várias empresas possuem diretrizes que, explícitos ou implícitos, não permitem determinado tipo de queixas. Isso decorre da perda de eficiência que o comportamento de reclamação gera na empresa. Ele precisa ser trocado por feedbacks, conversas francas e resolução de problemas.
Algumas dicas essenciais para colocar essas pautas em questão é primeiramente avaliar se é algo que incomoda a uma massa considerável de pessoas, algo que não é tão pessoal e sim uma queixa geral que pode ser resolvida com mais facilidade. Com isso em mente, tente apresentar essa situação para quem pode fazer algo para minimizar o problema. Uma coisa que melhora o relacionamento e também ajuda nesses momentos é construir, de antemão, uma proposta para redução ou eliminação do "problema".
Se você é líder, lembre-se que a reclamação, uma vez existente e conhecida deve ser tratada. Ela é fruto da forma negativa como as pessoas percebem uma determinada situação. Dizer que tomou conhecimento e que precisa entender mais para tratar é um excelente começo. Aprofunde o diagnóstico e questione possíveis soluções para então decidir como minimizar ou eliminar o problema.
É certo que, em um ambiente de trabalho ou não, reclamar por reclamar não gera solução alguma. É preciso entender as raízes de determinadas situações e então clarificar de forma que ocorra um benefício a partir da queixa. Isso também vale para fora do ambiente profissional.

Sobre Bia Nóbrega
É coach, mentora, palestrante e atua há mais de 20 anos na Área de Recursos Humanos em empresas líderes em seus setores. Graduada em Psicologia pela USP, pós-graduada em Administração de Empresas pela FGV-SP, em formação para Conselheira, possui diversos cursos de formação, certificação e atualização. É afiliada à International Coach Federation (ICF), Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) e Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV) e coautora do livro “Mapa da Vida” - Editora Ser Mais. Possui mais de 500 horas de atendimento em coaching executivo, carreira e vida e desde 2015 propaga o Autocoaching como A Melhor Ferramenta de Autodesenvolvimento e um Estilo de Vida.

Para saber mais, acesse:
Facebook: Bia Nóbrega

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Entenda como reclamar também pode ajudar a solucionar problemas
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial