sexta-feira, 13 de março de 2020

Grupos de Teatro do interior de MG criaram o Coletivo Rotas e realizarão evento em Uberlândia-MG


Quatro grupos do interior mineiro se encontraram para criar um coletivo fundamentado no mútuo apoio.  Na primeira “etapa” do Rotas, além da presença de três importantes curadores do teatro brasileiro, acontecerão espetáculos, oficinas, rodas de conversa, lançamento de edital, audiência pública, bate papo sobre o Plano Estadual de Cultura e compartilhamento de processos. O evento acontecerá em vários espaços da cidade de Uberlândia, entre os dias 20 e 22 deste mês. 

Quatro grupos de teatro do interior de Minas Gerais promoverão, entre os dias 20 e 22 de março, na cidade de Uberlândia-MG,  o “Rotas - Primeira Etapa Uberlândia 2020 - Encontro e Processos de Compartilhamento Entre Grupos Mineiros”, com a programação totalmente gratuita para artistas, grupos culturais, estudantes e pessoas, que têm interesse em participar.
As atividades serão realizadas em vários locais, de acordo com a programação, incluindo auditórios na Universidade Federal de Uberlândia – UFU, Ministério Público Federal (com a participação em audiência pública), Sesc, e sede dos grupos teatrais uberlandenses que estão na organização do evento.

Atividades
Apresentações teatrais, ações de formação artística, fomento de oportunidades, troca para a circulação de espetáculos e criação de redes, participação de curadores de importantes festivais teatrais do Brasil, instituições representativas e os gestores da Secretaria Estadual de Cultura – SECULT-MG fazem parte da programação.
“Estamos aguardando o deputado Bosco, presidente da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do estado, que irá apresentar o processo da primeira avaliação do Plano Estadual de Cultura e o Diretor de Articulação e Integração Regional da Secult-MG, Alysson Felipe Amaral, que fará uma exposição sobre os editais que estão no forno para serem lançados para atender a cultura mineira”, informam os organizadores.
O evento contará também com a participação de personagens históricos por sua relevância para o teatro nacional, são eles os curadores Abílio Tavares, Márcio Abreu e Kil Abreu.
Essa é a primeira etapa do coletivo Rotas, bancada totalmente pelos Grupos de teatro que o criaram.  As próximas estão programadas para Teófilo Otoni, no mês de junho e agosto, na cidade de São João Del Rei.
  
O Circuito Rotas
Esse evento é fruto de um encontro em Belo Horizonte acontecido em fevereiro deste ano com companhias de teatro: Grupontapé, Trupe de Truões (ambos de Uberlândia), Teatro da Pedra (São João Del Rei) e Grupo In-Cena de Teatro (Teófilo Otoni). Neste encontro os grupos fundaram o coletivo e o denominaram “Rotas – Encontro e processos de compartilhamento entre grupos mineiros”.
Segundo explicam os fundadores, o Rotas é a união de núcleos teatrais mineiros, fundamentada no mútuo apoio a fim de realizar ações de compartilhamento que valorizem o teatro produzido fora dos grandes centros. “Nós, inspirados pelo Plano Estadual de Cultura que trouxe, ainda no final de 2019, a necessidade da criação de novos arranjos produtivos nos quais a cultura mineira precisa ser entendida na sua amplitude, como fator de desenvolvimento humano, social e econômico, decidimos criar o Circuito Rotas. Inicialmente, ele é formado por quatro polos de produção e conhecimento organizados como grupos profissionais de teatro sediados no interior de Minas Gerais, que desenvolvem trabalhos artísticos e formativos com continuidade e relevância para as comunidades que estão inseridos, além de manterem espaços culturais em suas cidades-sede com programações artísticas de qualidade”, explicam.
O objetivo é que essa iniciativa de compartilhamento auxilie na prospecção de caminhos e oportunidades que garantam o reconhecimento e sustentabilidade dos núcleos fundadores e de outros que deverão se integrar ao coletivo futuramente.
Um dado divulgado pelo Coletivo Rotas aponta que, em Minas Gerais, apenas cinco grupos de teatro baseados em cidades do interior sobrevivem exclusivamente do trabalho que desenvolvem. Dentre eles, estão as quatro companhias que compõe o Rotas.
“Por meio desse projeto, nós esperamos que num futuro próximo mais grupos teatrais se juntem a nós para nos fortalecermos e agregarmos valores”, diz um dos organizadores do evento.

Os Grupos
Grupontapé de Teatro – Uberlândia – MG
O Grupontapé de Teatro atua ininterruptamente de forma profissional a 25 anos e tem levado seu repertório de espetáculos e cursos a várias Cidades e Estados do Brasil e da América Latina.
Em sua sede no bairro Aparecida em Uberlândia, mantém sua Escola Livre e um Teatro Alternativo, espaço tradicional, que recebe espetáculos de artistas e grupos locais, de outras cidades, estados e países.  
Trabalha com a linguagem do “Teatro Aplicado” que é uma ferramenta para o Desenvolvimento Humano e Melhoria de Competências

Trupe de Truões – Uberlândia – MG
A Trupe de Truões é um grupo de Teatro sediado em Uberlândia, Minas Gerais, formado por egressos do curso de Artes Cênicas e Teatro da Universidade Federal de Uberlândia – UFU. Desde 2002 desenvolve projetos que se pautam na pesquisa de linguagens teatrais e na busca constante pelo aprimoramento estético, além de atividades de formação de público e espectador e formação de artistas e gestores culturais em sua cidade sede.
Ao longo de sua trajetória, a Trupe tem investigado diversas possibilidades de criação cênica estimuladas pela pesquisa da narração, da ressignificação do corpo do ator e pelo mergulho no universo do teatro de animação, sombra e objetos. Nas últimas montagens destinadas ao público infantil a Trupe de Truões buscou ampliar seu olhar para os temas abordados nos seus espetáculos, tanto a partir de reflexões e estudos realizados por seus integrantes, quanto pela participação em Oficinas e Congressos que discutem o teatro para Crianças e Jovens. Já nos espetáculos adultos buscou investigar o gênero melodramático e suas potencialidades no teatro contemporâneo. Carrega em seu currículo mais de 20 produções teatrais entre espetáculos realizados pelo núcleo artístico da Trupe e por oficinas permanentes de Teatro realizadas com jovens através do Ponto de Cultura e dos Núcleos de Pesquisa.
Atualmente elabora e desenvolve suas ações e projetos a partir de dois programas que regem as práticas do grupo:

Grupo In-Cena de Teatro – Teófilo Otoni (MG)
O Instituto Cultural In-Cena é uma instituição sem fins lucrativos, fruto e extensão do trabalho do Grupo In-Cena de Teatro. Atuando desde 2013, promove acesso gratuito a aulas de teatro, dança, música, cinema e formação de público com a promoção de espetáculos teatrais. Realiza anualmente três festivais, sendo eles: o FESTTO – Festival Nacional de Teatro de Teófilo Otoni; o FESTTINHO – Festival Escolar de Teatro Infantil de Teófilo Otoni; e o Cine Pojichá – Festival de Cinema dos Vales do Mucuri e Jequitinhonha.
Desenvolve também outros quatro projetos anuais, Quintal de Brincar - Projeto de formação de público infantil, Som na Cena, ação musical de fruição, LGBTudo e Ocupação In-Cena, projeto de intercâmbios entre grupos artísticos.

Teatro da Pedra – São João Del Rei - MG
O Teatro da Pedra é um grupo profissional, fundado em 2015, originário do grupo ManiCômicos, que, desafiando uma certa lógica de abandono e sucateamento da arte que se espalha pelo país, segue resistindo no mergulho cotidiano da pesquisa, criação e produção de espetáculos teatrais. Direto de São João Del-Rei - MG, o grupo movimenta toda a região, mas também alcança plateias diversas, fugindo da relação interior-capital, paradigma tão velho quanto a invasão portuguesa em terras tupiniquins, com turnês nacionais e parcerias internacionais. Estamos todos no centro, vários centros de um mundo redondo.

Programação:

20/03 - Sexta-feira
14h
Audiência pública referente à Lei Municipal 13.094/2019
LOCAL: Auditório do Ministério Público Federal

Até às 19h
Chegada dos convidados

20h
Apresentação Teatro da Pedra
LOCAL: UFU - Sala Ana Carneiro - Bloco 3M

22h
Apresentação Grupontapé de Teatro
LOCAL: Escola Livre do Grupontapé de Teatro

23h30
Jantar

21/03 –Sábado
09h00 às 13h Oficina 01 - Crítica e Curadoria com Kil Abreu
Oficina 02 – Processos criativos e modos de produção com Márcio Abreu
Roda de Conversa - estímulo ao teatro no interior: três experiências pessoais com Abílio Tavares
LOCAL: Sesc Uberlândia

Bate papo sobre os editais a serem lançados pelo estado com Alysson Felipe da SECULT -Diretoria de Articulação e Integração Regional+ Conversa sobre Plano Estadual de Cultura e sua interiorização com Dep Bosco (Comissão de Cultura ALMG)
LOCAL: UFU
14h às 16h30

Lanche
16h30 às 18h
 Roda de Conversa sobre Economia Criativa com SEBRAE
LOCAL: UFU

19h
Ensaio Aberto Trupe de Truões
LOCAL: Ponto dos Truões

21h
Apresentação In Cena
LOCAL: Escola Livre do Grupontapé

22h30
Jantar

22/03 – Domingo
09h30 às 11h30
Café da manhã e Roda de Conversa sobre "Teatro além do palco" com Márcio Abreu,  Kil Abreu e Abílio Tavares

LOCAL: Sesc Uberlândia
12h
Cortejo Caetanear com Teatro da Pedra
LOCAL: Trajeto do Sesc Uberlândia para Escola Livre do Grupontapé de Teatro

13h
Almoço


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Grupos de Teatro do interior de MG criaram o Coletivo Rotas e realizarão evento em Uberlândia-MG
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial