sexta-feira, 20 de março de 2020

Empresas de compra e venda de Milhas: saiba como elas funcionam


Nos últimos anos, vêm aumentando a cultura da participação em programas de fidelidade que geram milhas. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf), o número de cadastros não para de crescer. De 2018 a 2019, o número subiu de 120,6 milhões para 132 milhões de usuários, perfazendo um aumento de 9% no período.  
Os programas de fidelidade permitem que pontos sejam trocados por passagens aéreas (após convertidos em milhas), produtos e serviços. 
Porém, nem sempre a troca por itens é um negócio vantajoso. Aqueles que possuem valor mais alto são os que demandam mais pontos e quem não os tem em grande quantidade, acaba ficando restrito a produtos de que nem sempre necessita. 
A pontuação pelo cartão de crédito não é transferível, entretanto, a emissão das passagens aéreas pode ser feita em nome de outra pessoa, que não o titular do cartão.
Aproveitando essa oportunidade e pensando na quantidade de milhagem que todos os anos são desperdiçadas, surgiu um novo negócio: a compra e venda de milhas. 
Uma das referências atualmente no mercado é a MaxMilhas, empresa de Belo Horizonte, criada em 2013, que intermedeia a operação entre quem quer vender as milhas e quem quer comprar passagens aéreas mais baratas. A companhia já ultrapassou a marca de 30 bilhões de milhas negociadas. 
Ao profissionalizar o processo de venda, o usuário fica muito mais seguro no momento em que decide monetizar milhas, uma vez que fazer essa troca com desconhecidos por meios alternativos pode ser arriscado. 
Mas, apesar de ser algo bem popular e cada vez mais conhecido, muitos ainda não estão familiarizados com a opção de vender milhas e não entendem muito bem o funcionamento dessas empresas.

Como funciona a venda de milhas
Quem tem milhas acumuladas, mas nenhuma viagem programada, pode se beneficiar da prática, garantindo uma renda extra. O processo é simples. 
O interessado deve fazer o cadastro em um site de venda de milhas. Para isso, é preciso informar alguns dados simples como nome, CPF, endereço e informações de contato. 
A partir daí, o usuário já pode disponibilizar suas milhas para negociação. O cliente não precisa pagar nada para começar a vender seus pontos. 
No caso da MaxMilhas, há duas opções disponíveis no site: a venda rápida ou convencional. Na primeira, o cliente não escolhe o preço pelo qual as milhas serão vendidas, mas tem a garantia de que receberá o dinheiro em até três dias.
Já no processo convencional, o usuário escolhe o valor desejado, porém, não há previsão exata de quanto tempo a venda irá demorar. Ou seja, quanto menor o preço, mais rápido é o processo. 
Durante o processo, o cliente pode conferir as ofertas feitas, cotações diárias das milhas e todas as transações realizadas pela pessoa - milhas vendidas, pagamentos recebidos e previstos. 

Análise da oferta de milhas
A partir do momento em que o cliente faz sua oferta - seja por meio de uma venda rápida ou convencional - há uma análise do pedido pela empresa.
Essa etapa é importante para a segurança do comprador, pois ao conferir os dados oferecidos pelo usuário, é possível confirmar se, de fato, a pessoa possui a quantidade de milhas que quer ofertar. 
O processo de análise demora cerca de 48 horas. Caso o pedido seja aprovado, as milhas começam a ser disponibilizadas na plataforma. 

Recebimento do dinheiro 
É importante lembrar que, geralmente, a plataforma não consegue realizar a venda de todas as milhas de uma só vez. Isso porque, em cada emissão de passagem, será usada somente a quantidade necessária. 
Na MaxMilhas, assim que as passagens do comprador são emitidas, há um prazo de 17 a 20 dias corridos para o dinheiro entrar na conta do vendedor.
Nesse caso, é essencial que o titular das milhas seja também o titular da conta bancária cadastrada no site, já que não é possível realizar a venda de milhagens de terceiros no site.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Empresas de compra e venda de Milhas: saiba como elas funcionam
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial