quarta-feira, 18 de março de 2020

4 dicas para ser mais produtivo trabalhando em casa com crianças pequenas


As mudanças no estilo de vida são necessárias, neste momento, para manter o distanciamento social e prevenir a contaminação pelo COVID-19. Além de apostar, sempre que possível, no trabalho remoto e no isolamento voluntário, quem tem filhos também precisa pensar em como adaptar sua rotina de trabalho com os cuidados com as crianças, que também estão em casa. Mas como é possível garantir a produtividade no home office enquanto as escolas estão fechadas?
Pensando nisso, a LogMeIn preparou algumas dicas que, de acordo com mamães experientes, são essenciais para manter o equilíbrio e garantir a qualidade do trabalho remoto enquanto o cuidado com as crianças é a prioridade durante todo o dia. Confira:

Agendar momentos de calmaria
As crianças prosperam na rotina: se elas sabem o que se espera delas, sua vida se torna muito mais fácil. Com as crianças que estão acostumadas a ter uma rotina estruturada durante a semana na creche ou na escola, ficar em casa o dia todo será um desafio. Uma ótima ideia para a nova rotina é programar tempos livres para os pais, com sonecas e atividades lideradas pelas próprias crianças – neste caso também é interessante se aproveitar das plataformas de streaming e dos eletrônicos, quando necessário.
Se os pequenos ainda cochilam regularmente, ótimo – é possível aproveitar esse tempo para atender uma ligação ou acompanhar o e-mail. Se as crianças são maiores e já pensam que os cochilos são opcionais, continue agendando um horário silencioso no quarto. É importante definir a expectativa de que eles não precisam dormir, mas precisam ficar no quarto, relaxando ou ouvindo um audiolivro, por exemplo. Isso também oferece uma pausa para que os pais possam trabalhar nas apresentações que prometeram a seus chefes.
Outra maneira de conseguir um tempo livre para trabalhar é preparar atividades que incentivam a criatividade. O portal Busy Toddler tem ótimas dicas e ideias que exigem muito pouco suprimento. Pensar em uma atividade pela manhã, rende aos pais uma hora ou mais de foco no trabalho. Provavelmente, as crianças ainda precisarão de assistência - por isso, se possível, é recomendado não agendar chamadas ou reuniões durante esse período.

Tempo nas telas e eletrônicos
Por fim, pode ser necessário relaxar com as regras em torno do tempo conectado as telas e eletrônicos e ligar um episódio da Patrulha Canina para a criançada. Se é possível obter 30 minutos ininterruptos para trabalhar enquanto os filhos assistem a um programa, aproveite para usar essa estratégia quando for absolutamente necessário – essa pode ser a melhor opção para uma ligação ou reunião de última hora.

Comunicar e priorizar
É muito importante informar os parceiros de equipe sobre quando será a melhor hora para agendar chamadas e reuniões para acomodar sua programação. Talvez seja durante a soneca, ou logo pela manhã, quando seu filho está assistindo os desenhos do momento na televisão. Quando os colegas de trabalho também têm filhos, o ideal é encontrar momentos em que todos possam entender que faça sentido realizar uma reunião de equipe ou conversar. É legal atender às chamadas em vídeo, sempre que possível, mas é preciso ser flexível para aqueles que tentam fazer malabarismos com crianças. Neste momento, o primordial é manter uma agenda clara e as reuniões o mais produtivas possível. Muitas vezes, um canal de comunicação mais informal e que não depende de resposta instantânea – como aplicativos de mensagens e email – pode ser a melhor escolha para contatar os colegas e equipe.
Ser realista e ter em mente que ninguém está funcionando com 110% de produtividade na situação atual também é essencial. Agora, é preciso priorizar o que precisa ser feito em casa e o que precisa ser feito no trabalho. Por exemplo, se as crianças precisam gastar um pouco de energia ao ar livre e os pais, entregar uma apresentação de trabalho na sexta-feira, ambas atividades não são negociáveis. Para lavar as roupas, no entanto, é possível esperar mais um dia.

Crie um plano para quando precisar de ajuda
Se ambos os pais estão trabalhando em casa, é interessante programar momentos de uma ou duas horas por dia para que cada um possa ter tempo disponível para realizar algum trabalho. Criar uma rotina deixando claro quem estará responsável pelos filhos em cada momento pode ser muito útil.
Se outros membros da família ou filhos maiores estejam disponíveis também é legal pedir a ajuda deles por algumas horas para levar as crianças para tomar um ar ou brincar na sala da família enquanto os pais participam de uma reunião ou ligação importante.

Aposte nas tecnologias
A grande vantagem dessa mudança sem precedentes para o trabalho remoto é que as linhas entre trabalho e vida estão prestes a ficar ainda mais complementares. É importante ser paciente e lembrar-se de que todos precisarão de algum tempo de adaptação e para descobrir o que isso significa para suas famílias.
Para garantir que o trabalho continuará bem feito e produtivo durante o home office, é importante investir na tecnologia e utilizar ferramentas confiáveis de comunicação, colaboração e acesso remoto. Para dar suporte a outras empresas, instituições governamentais, escolas e hospitais – que estão precisando rever suas rotinas de trabalho por conta da pandemia de COVID-19 – a LogMeIn preparou Kits de Emergência para o Trabalho Remoto que disponibilizam gratuitamente por 90 dias o acesso a soluções para reuniões e videoconferências, seminários on-line e eventos virtuais, suporte/gerenciamento remoto de TI e acesso remoto a dispositivos GoToMeeting, GoToWebinar, Central, Rescue).

Compartilhar

Postagens Relacionadas

4 dicas para ser mais produtivo trabalhando em casa com crianças pequenas
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial