sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Fim de Carnaval: Furtos e roubos de celulares estão entre as principais queixas do feriado

Apesar dos cuidados dos foliões e da segurança reforçada da polícia o número foi bastante significativo nesse ano. 
O celular é um dos bens de consumo que sempre está na mão das pessoas, seja para conversar com os amigos e familiares, trabalhar ou se divertir. A versatilidade dos smartphones faz com que os aparelhos estejam em todos os lugares. Com isso, até mesmo durante o período de Carnaval, os foliões não deixam de carregar os seus celulares para a folia, afinal, quem é que não quer registrar os momentos de alegria com os amigos, marcar o ponto de encontro e até mesmo pedir carros por aplicativo, não é mesmo?
Mas, nessa hora de descuido quem faz, literalmente, a festa são os ladrões, que aproveitam da vulnerabilidade dos foliões para furtar e roubar os celulares. Apenas durante o período de Pré Carnaval, em São Paulo, foi registrado um aumento de 263% nos furtos de celulares nos bloquinhos e festas carnavalescas, teve delegacia que estava com fila para registrar os boletins de ocorrência. Os dados oficiais pós folia ainda não foram contabilizados, porém, em comunicado a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que 1300 pessoas foram presas no Estado entre sexta e terça, além disso, foram apreendidos 145 celulares suspeitos de roubo e recuperados 67 aparelhos roubados ou furtados. Na capital mineira, Belo Horizonte, que recebe um grande número de pessoas para curtir os bloquinhos, o problema com relação aos roubos e furtos dos aparelhos celulares também recebeu destaque em queixas e boletins de ocorrência. Em uma delas, dois chilenos e um colombiano foram presos com 55 aparelhos e armas de brinquedo para intimidar quem curtia a festa.
Infelizmente, a realidade em quase todas as cidades brasileiras durante esse período foi de muitos casos de pessoas que voltaram para casa sem os celulares. Por isso, vale ressaltar alguns cuidados para que no pós Carnaval o número de foliões prejudicados diminua. Afinal, ainda tem folia por vir nos próximos finais de semana, o Pós Carnaval ainda promete arrastar multidões nos bloquinhos e festas carnavalescas.
- Preste atenção na hora de tirar fotos ou mandar mensagens
- Use sempre uma pochete ou bolsa colada ao corpo, vale até prender o zíper com um arame para tornar a ação de abrir mais difícil
- Mantenha o GPS ligado para que seja mais fácil localizar o aparelho
- Tenha o número do IMEI anotado em um local seguro, pois, para fazer o boletim de ocorrência é importante informá-lo para que o celular seja bloqueado.
Porém, muitas vezes, mesmo seguindo a risca essas dicas o infortúnio acontece e o celular é furtado ou roubado e, apesar dos esforços da polícia em recuperá-los, o número ainda é baixo.
 Por esse motivo, algumas precauções extras podem ser ideais para garantir uma maior comodidade, caso aconteça algum incidente. O seguro do celular é um deles e vem sendo cada vez mais procurado pelos brasileiros. Pois, é uma garantia de ter proteção contra roubo e furto para poder se reconectar com o mundo digital o mais rápido possível. Cada empresa pode ter diferentes modalidades de contrato, por isso, é importante que ao fazer o seguro do aparelho seja levado em conta as condições do plano escolhido.
            Outra opção com um ótimo custo X benefício é o McAfee, que hoje, é responsável pela segurança digital de duas a cada três empresas na lista das 2 mil maiores companhias do mundo. Essa tecnologia também está ao alcance dos celulares e é ótima para ajudar a localizar o aparelho e apagar o conteúdo remotamente para que ninguém possa acessar os dados, além de analisar a rede de internet no dia a dia para saber se é segura ou não.  A TradeUp é distribuidora MacAfee na América latina e atua nos principais players do mercado, contando com mais de 500 parceiros e 1.000.000 de transações realizadas.
 Alguns anos atrás ninguém pensaria que os celulares teriam tantas funções e seriam tão importantes no dia a dia das pessoas, que além de manter as relações pessoais, também arquiva nossas fotos, agendas, contatos e informações bancárias. Por isso, a segurança desses dados precisa estar em primeiro plano, não adianta ter o celular do momento e deixar as informações desprotegidas para que um hacker possa acessar, roubar dados e até mesmo apagar arquivos pessoais. A segurança interna também é de suma importância para deixar todas os dados protegidos de ladrões onlines ou físicos. Por exemplo, quando a pessoa vai a um estabelecimento e conecta o wi-fi do local e os seus dados podem estar vulneráveis aos hackers que podem invadir a conexão. E, infelizmente, muitas pessoas se aproveitam das aglomerações para conseguir as informações, portanto, além de prestar atenção ao redor também é preciso garantir a segurança online do aparelho.
O ideal seria que todos pudessem contratar ambas proteções, pois, dessa maneira seria mais fácil não sofrer danos financeiros e pessoais com a perda de arquivos, vazamentos de dados e a compra de outro aparelho. Mas, infelizmente, o acesso a essas informações e importância de contratação de serviços ainda não é bem difundida e grande parte da população ainda não entende a importância desses planos, que podem ser facilmente contratados e instalados nos aparelhos assim que são comprados.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Fim de Carnaval: Furtos e roubos de celulares estão entre as principais queixas do feriado
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial