quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano faz sucesso com suas redes sociais


Facebook e Instagram do grupo têm 6,5 milhões e 5,6 milhões de seguidores, respectivamente.

Resiliência significa a capacidade do ser humano de lidar com os obstáculos que se apresentam, adaptando-se da melhor maneira possível às situações adversas. Ciente da importância dessa habilidade para uma vida mais plena e feliz, o terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, escritor e empresário, Robson Hamuche, criou o Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano. A iniciativa tem como objetivo principal a divulgação de informações de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.
Além do blog (www.resilienciamag.com) e do site (www.resilienciahumana.com.br), o trabalho do Resiliência Humana é desenvolvido por meio de perfis em diversas redes sociais, que alcançaram um significativo número de seguidores orgânicos em poucos anos de atuação. Criada em 26 de maio de 2014, a página no Facebook (@resilienciahumana), por exemplo, conta com cerca de 6,4 milhões de curtidas e aproximadamente 6,5 milhões de seguidores. Já o perfil no Instagram (@resiliencia_humana), aberto pouco tempo depois, apresenta 5,6 milhões de seguidores. As mensagens inspiradoras podem ser encontradas ainda no Twitter (@resiliencia_h), e Youtube, no canal Resiliência Humana.
De acordo com Hamuche, entre os milhões de pessoas que seguem e curtem as redes sociais do Resiliência Humana estão celebridades das mais diversas áreas de atuação: cantores, atores, apresentadores e influenciadores digitais que compartilham diariamente as mensagens postadas pelo grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano.
Com o intuito de expandir ainda mais o alcance de suas ações dedicadas ao aprimoramento da resiliência humana, Hamuche lançou recentemente o livro "Um compromisso por dia – Pequenas ações diárias que podem mudar a sua vida". Publicação da Editora Gente, a obra, escrita em parceria com seu mentor, o terapeuta transpessoal, Tadashi Kadomoto, contém exercícios visando à mudança de atitudes para que os leitores aprendam a se conhecer melhor e a levar a vida com mais leveza, desenvolvendo a empatia, a bondade e o desapego.
O crescimento orgânico do Resiliência Humana nas redes sociais não se deu por acaso e pode ser explicado pelo momento que o país atravessa nos últimos anos. Mergulhados em uma crise econômica, que gerou milhões de desempregados, e passando por transformações drásticas do ponto de vista social, os brasileiros tentam encontrar maneiras de exercitar a resiliência, renovando as esperanças no país e em si mesmos.
A busca por mensagens de motivação e seu compartilhamento certamente é uma das formas encontradas pelas pessoas com o intuito de espantarem os pensamentos negativos e se tornarem mais fortes para lidarem com os percalços diários.

Criação do Resiliência Humana
A ideia para a criação do Resiliência Humana nasceu quando Hamuche atuava como um dos responsáveis pelo atendimento das redes sociais do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK), que há quase 30 anos dedica-se ao desenvolvimento e aplicação de treinamentos comportamentais e vivenciais, almejando ao desenvolvimento pessoal. Na época Hamuche realizava cursos de formação no instituto para se tornar também um terapeuta transpessoal.
Buscando mobilizar as pessoas que participavam dos treinamentos, cursos e vivências do ITK, Hamuche abriu, no começo de 2014, uma página no Facebook onde passou a postar textos e mensagens de caráter motivacional. A iniciativa, que surgiu sem maiores pretensões, foi amealhando curtidas, seguidores e compartilhamentos. "O crescimento se deu de maneira natural, orgânica", conta o terapeuta e escritor, que, quando se deu conta, já tinha uma das páginas de autoconhecimento mais acessadas do Facebook.
A partir daí, Hamuche começou a levar a empreitada de maneira profissional. Desenvolveu o blog, para a divulgação de notícias e textos escritos por profissionais de diversas áreas sobre temas como espiritualidade, psicologia e resiliência. Em conjunto, criou o site, que comercializa produtos relacionados a àrea de desenvolvimento pessoal.
Nesse intervalo, o perfil do Resiliência Humana no Instagram também cresceu de maneira orgânica, sem que houvesse necessidade de divulgação. Hamuche recorda que, logo após lançar a página no Facebook, em maio de 2014, por incentivo da esposa, criou o perfil do Resiliência Humana na rede social de compartilhamento de fotos. Contudo, fez duas postagens e por aproximadamente um ano não mexeu mais na conta, dedicando seus esforços ao blog, o site e ao Facebook. "Quando voltei novamente minha atenção ao Instagram me surpeendi com os mais de 100 mil seguidores, que se tornaram milhões", diz.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano faz sucesso com suas redes sociais
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial