domingo, 22 de dezembro de 2019

Sem emprego formal? Dicas para driblar o desemprego


Samantha Esser ensina como ingressar de forma eficiente no mercado de revendedoras.
“Sacoleira, representante comercial, revendedora, não importa o termo. O que interessa é ação de fazer acontecer”. Com essa frase a empresária de semijoias Samantha Esser, que iniciou sua jornada revendendo bijuterias, encoraja pessoas a escrever seu destino e não se deixar abalar pela falta de empregos formais.
Aproveite a temporada de compras e use as dicas da Samantha pra começar o seu negócio:
A escolha do produto – Se não é o principal, é muito importante. Esse passo de escolher o que vai vender, envolve conhecer o produto, gostar e se apropriar. Dê preferência por bons materiais para evitar devoluções.
Pra quem você pode vender – Produto escolhido? Chegou a hora de definir seu público alvo. Com quem você se relaciona? Que lugares você frequenta? Comece explorando seu ciclo de convivência. Se seu produto é bom, as amigas fazem o boca a boca!
Fornecedores: Como encontrar? – Da mesma maneira que o boca a boca te encontra, você pode usar essa ferramenta para buscar seu fornecedor. Uma empresa idônea e que cumpre prazos de entrega é o começo.
Quanto devo investir? – Para a primeira compra o ideal é que você não recorra a empréstimos e bancos. Os juros podem engolir o seu lucro. Comece com pouco e de grão em grão...
Como calcular o preço de revenda? – Essa é chave de seu negócio! Quando for colocar o percentual, não esqueça de acrescentar o quanto você gasta para que o seu produto chegue ao cliente. Telefone, internet, transporte... isso é custo e deve ser somado ao valor da peça. É melhor sobrar menos, mas que seja lucro real.
Hora de arregaçar as mangas... decidiu começar? Viu que está dando certo? Busque ajuda profissional para expandir com segurança.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Sem emprego formal? Dicas para driblar o desemprego
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial