sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Marca mineira lança projeto que une luxo e sustentabilidade em Uberlândia


Schöenbags inova ao trazer consumo consciente para interior do estado.

Tendência global no mundo da moda, o consumo consciente é, sem dúvidas, um dos grandes pilares do novo projeto da empresária carioca Jeniffer Garcia: com a proposta de ressignificar a experiência a partir da sharing economy, a Schöenbags reúne acervo único e iniciativas ecologicamente responsáveis no mesmo lugar, com lançamento previsto para 12 de janeiro. 
A COO da J2GC se inspirou em momento que vive, pessoal e profissionalmente, para criar a mais nova empresa do grupo. Após o sucesso das empresas anteriores, no atacado e no varejo, a empresária, que fundou sua primeira empresa aos 16 anos, surge no auge da sua maturidade com projeto que questiona o consumo como conhecemos, trazendo a prática consciente (já vigente nas maiores capitais), para o Triângulo, local que marcou sua carreira. 
Diretamente ligada ao seu processo de reconstrução pessoal, nasce da mulher, mãe, feminista e ativista uma marca que propõe que o processo de transformação aconteça a partir da conscientização: um verdadeiro convite a enxergar, para além dos itens, a nossa responsabilidade social e ambiental diante de todos os desdobramentos do consumismo irresponsável. 
E o segmento não poderia ser outro: em tempos de mulheres cada vez mais empoderadas, as bolsas de luxo surgem como os itens mais cobiçados do universo feminino. Usar peças assinadas pela Hermès, Louis Vuitton, Chanel e Yves Sant Laurent, mais do que assegurar o status, materializam tudo que toda mulher quer ser: livre, decidida, segura e bem-sucedida. 
A sustentabilidade está presente em todos os processos na Schöenbags: na loja, é possível ter acesso à 300 modelos originais das principais grifes globais por valores acessíveis para locação. A iniciativa permite que o consumo do tão sonhado acessório aconteça sem que toda a cadeia produtiva seja acionada -como ocorre na aquisição de itens novos - além de garantir a autenticidade, reduzindo também os processos inerentes ao uso de réplicas. 
Para além da responsabilidade ecológica, Jeniffer acredita na ressignificação da mulher a partir dessa nova experiência de consumo: livre da pressão social de precisar ter, a mulher que consome a marca desenvolve relações saudáveis consigo mesma, com o ambiente e, principalmente com suas carreiras, minimizando os danos psicológicos causados pela necessidade da materialização da realização pessoal através da compra desses produtos. 
E esses valores não se restringem apenas às operações comerciais da Schöenbags: a marca decidiu levar a luta pela conscientização para seus canais de comunicação. Em todos eles, é possível encontrar pautas como feminismo, veganismo e bem-estar. “As marcas passaram por um momento de transformação, de um canal unilateral para um agente comunicador, que escuta não somente o seu público alvo, mas os sinais que a natureza vem cobrando de todo o excesso causado por nós. É preciso que eu, você, nossos colaboradores, parceiros, clientes e concorrentes entendam de uma vez por todas que essa responsabilidade é nossa”, diz. 
 O coquetel de lançamento faz jus ao conceito da marca: planejado para minimizar possíveis danos ambientais, o evento terá cardápio inteiramente vegetariano, não utilizará nenhum item de consumo descartável e optou por acionar prestadores de serviço locais para a sua realização, eliminando assim outros impactos comuns aos processos de logística.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Marca mineira lança projeto que une luxo e sustentabilidade em Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial