segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Câncer de próstata: exames periódicos aumentam até 90% a chance de cura


Novembro Azul chama a atenção para a importância da prevenção.
O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que para cada ano do biênio 2018/2019, seja diagnosticado 68.220 novos casos de câncer de próstata no Brasil. O maior gargalo ainda é a prevenção, explica o urologista do Hospital do Câncer em Uberlândia, Eduardo Zanin. “O diagnóstico precoce é possível por meio de dois exames: o antígeno prostático específico (PSA), que permite rastrear e definir a sequência ideal de tratamento nos pacientes com essa neoplasia, e o exame de toque, que fornece informações fundamentais para o estadiamento da doença. Ainda há muito preconceito com esse exame, mas felizmente vem diminuindo com a conscientização da população masculina. Cerca de dois terços dos homens brasileiros não se submetem ao toque retal de rastreamento. Os dois exames juntos, toque e PSA, conseguem diagnosticar cerca de 80% dos casos de neoplasia de próstata”, conta. O médico esclarece ainda que quem faz exames periódicos tem de 80% a 90% de chance de cura e quando a descoberta vem tarde, as chances caem para 30%.  
William Martins, de 68 anos, foi diagnosticado com câncer de próstata em 2015. “Minha esposa percebeu que havia algo diferente com a minha saúde por causa que eu urinava frequentemente. Eu procurei um urologista que fez o exame de toque, uma das coisas que o homem tem mais receio e o médico constatou que a próstata estava dura e grande. Com a biópsia averiguou que o câncer era maligno. Fiz 37 sessões de radioterapia e hoje faço acompanhamento, no Hospital do Câncer em Uberlândia, que é maravilhoso. O atendimento é diferente de tudo que acontece pelo país afora. O perigo maior passou”, disse. 
Além dos exames, bons hábitos de vida são fatores determinantes na prevenção de doenças, inclusive do câncer de próstata. Homens de raça negra, com antecedentes familiares principalmente de primeiro grau (pai, irmão ou tio) ou obesos estão mais propensos a desenvolver a doença. 
Eduardo Zanin explica que uma das formas de prevenir é evitar o excesso de carne vermelha e gordura animal e optar por uma alimentação saudável. Além disso, não fumar, não ingerir bebida alcoólica e a prática de atividades físicas é indispensável para prevenção não apenas do câncer, mas de outras várias doenças.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Câncer de próstata: exames periódicos aumentam até 90% a chance de cura
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial