quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Ano novo chegando e com ele a arte de cumprir promessas...


Terapeuta fala sobre aceleração do Tempo nos dias atuais e dá dicas de como vivê-lo para ter felicidade.
 Por que o tempo é uma arte? É nele que colocamos toda proporção de nossos desejos e ações. A sincronia com o tempo é algo que nós buscamos a todo instante, mas será que percebemos de fato que mais importante que o futuro e o passado é o momento presente? O que já foi e o que virá só pode ser concretizado no agora. O final do ano está chegando e com ele nós estamos constantemente fazendo planos, criando idealizações do futuro. 
Acordamos em um ano novo com toda a vontade e energia para mudança, nos fazemos promessas e assumimos alguns compromissos de vida nova. 
Como toda boa dieta que deixamos pra começa na segunda feira, nos esquecemos de onde a mudança deve vir, e quando devemos iniciá-la.
Assim repito para mim mesmo que, no próximo ano, farei o que neste ano não consegui realizar e que prometi que faria no ano passado. Por quê isso acontece? 
Certamente algo que nós fazemos e que não percebemos é que fragmentamos o tempo. Claro que não poderíamos deixar de olhar o tempo mensurado pelo relógio, mas deveríamos perceber e respeitar nosso próprio tempo para as coisas. O nosso tempo, antes mesmo que surgissem conceitos, como trabalho, sociedade, foi preconcebido pela natureza. 
Nela o tempo não sofre essa fragmentação, porque tudo obedece a ciclos primordiais. A lei do tempo nos demonstra que toda a natureza observada possui um padrão estético sendo uma obra de arte, não existem atrasos e nem promessas, tudo tem seu tempo de concretização. 
O tempo gregoriano (calendário que utilizamos e padrão de horas) é uma forma organizada de perceber o mundo, é útil, mas quando você recebe muitas informações ou se propõe a fazer muitas ações ao mesmo tempo começa a gerar fragmentos em nossa percepção mental, passamos a contar o tempo externamente: dia de pagar contas, mês de dar presente, horário do trabalho, etc… E a mente preparada pela natureza funciona como uma música: se você inserir muitas notas diferentes de forma excessiva, desorganizada e que não são sincrônicas não poderá gerar uma melodia, e sim um ruído desarmônico, e é neste instante que nos desconectamos com nossas metas e sonhos. 
Cria-se a ideia de que é preciso alcançar um objetivo para ter paz, mas a solução é o caminho inverso, e que na verdade o primeiro passo é: devemos ter paz para alcançar um objetivo, por mais desafiador que seja. 
E para que os conflitos não se transformem em ansiedade é necessário conectar sua mente com o agora. Faça planos e comece a realizá-los agora, sempre há algo que pode ser mudado, mesmo que seja algo pequeno. Mude um hábito, um pensamento, uma intenção, um alimento, uma frequência de pensamento. Tome uma decisão a seu favor a cada dia que nasce e inicie, sem aguardar que o mundo ou o calendário se mova ao seu favor. Você sempre deve ser a pessoa mais importante do mundo para você mesma, todos os dias. 
Quando decidir algo, use a energia da vontade da ideia e comece no mesmo momento, no momento do Agora, na força da geração da ideia, o impulso da mudança vem da sua intuição e vontade de mudança. Use o pulso ao seu favor! 
Todos os dias podem ser excelentes. Faça do seu dia um dia admirável, onde você fez algo para evoluir. A forma de viver o tempo traz a verdadeira felicidade, traz o presente e descria as crenças de falta de tempo, da aceleração do tempo...e ao mesmo tempo, nos ensina a valorizar nosso tempo, nosso desenvolvimento e nosso Eu. 
Se você enxerga a realidade e cada dia da sua vida como único para sua transformação, seu tempo no presente é mais valioso, melhor aproveitado, passa em outro ritmo, no seu ritmo natural, ditado fisiologicamente, harmonizado com a natureza, sincrônico e saudável.
Quando você valoriza seu tempo, você se auto-valoriza. A sabedoria está em se permitir ser a constante mudança, rumo a nossa espiral de evolução, vamos mudar a cada dia, um pouquinho!
O Agora é sempre novo porque nunca se repete. Portanto, nunca mais haverá um dia como hoje para se viver novamente, e o mais importante: toda vez que pedirmos orientação para o nosso tempo interno, ele nunca falhará, porque ele SEMPRE ESTÁ PRESENTE.



Sobre Érica Vieira
Graduada em Fisioterapia pela UFU, Érica possui pós-graduação em Cuidados Paliativos e atuação também na área de Fisioterapia Intensiva. Dedicou-se por seis anos à pesquisa em Neurociências, com publicação de artigos em revista internacional e tendo sido premiada também por trabalhos em congressos nacionais e internacionais.
Há alguns anos, Érica fundou juntamente com seu companheiro, Rodrigo Lara, o MECA, um espaço para tratamento das emoções. Para isso, especializou-se por meio de diversos cursos, entre os quais destacam-se: Curso de Mestrado em Reiki, Terapia Vibracional, Aromaterapia, Psicoaromaterapia do Sistema dos 13 aromas, Apometria, Captação Psíquica, Terapia Floral, e específicos de florais de Bach, FES Califórnia, Bush Australiano, Filhas de Gaia, Mata Atlântica Ararêtama, Pacífico. 
Com forte atuação em Aromaterapia, Erica trabalha também principalmente com: Terapia Floral, Psicoaromaterapia, Captação Psíquica e Reiki.


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Ano novo chegando e com ele a arte de cumprir promessas...
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial