segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Fórum de Uberlândia-MG recebe duas exposições de arte


Mostra temporária estará aberta gratuitamente ao público a partir do dia 15 deste mês.

O Palácio da Justiça Rondon Pacheco – Fórum de Uberlândia recebe, entre os dias 15 de outubro e 14 de novembro deste ano, as exposições “Na hora de dormir”, da artista Ropre (Alessandra Cunha) e “Natureza Radiante” do artista plástico Juan Pablo Pelech.  As mostras estarão abertas à visitação das 12 às 18 horas, e a entrada é gratuita.
As exposições fazem parte dos trabalhos selecionados pelo Edital 01/2019 do projeto Exposição Temporária de Arte aberto pela 13º Subseção da Ordem dos Advogados Seção Minas Gerais em parceria com o Fórum de Uberlândia.
Um grupo formado pelos membros da Comissão de Cultura da OAB: Katia Bizinotto, Tânia Alves e Kally Anderson e membros da Comissão Cultural do Fórum: Andréa Cristina Miranda, Kellen Cristina Silva, Wesley Fahd Guimarães e Letícia Silva Martins, ficou responsável por selecionar os trabalhos. “Foram inscritas seis propostas, sendo cinco individuais e uma coletiva. Em princípio seriam selecionados apenas três trabalhos, mas devido à qualidade das obras apresentadas, a Comissão Cultural do Fórum decidiu abrir mais um espaço para exposição, permitindo que fossem aprovadas as quatro propostas habilitadas”, informa a presidente da Comissão de Cultura da OAB, Katia Bizinotto. 
A exposição, que inaugurou os espaços do Fórum, foi a obra fotográfica “Reflexos” do artista G. Paiva, que ficou à mostra de 01 a 14 de outubro. “Nós improvisamos uma galeria em um local reservado, ao lado da sala da OAB. Estamos muito felizes com o resultado, pois as pessoas estão recebendo com muito carinho os trabalhos”, comenta Katia Bizinotto.

AS EXPOSIÇÕES:
“Perto da hora de dormir” da artista plástica Ropre é um conjunto de 22 pinturas (medindo 77cm de largura e aproximadamente 100cm de altura), que apresenta o imaginário da artista em momentos sonolentos, próximos à hora de dormir, quando todos os tipos de pensamento e sentimentos surgem para inspirar pinturas e atitudes criativas.
A pesquisa iniciou-se com tinta acrílica sobre tecido em 2016, terminando em 2018, quando passou a sobrepor cores e movimentos, procurando o que restava no processo contrário ao da escavação. Eis então, a “Alegoria da Caverna” referindo-se a passagem do livro “A República” do filósofo grego Platão, da Filosofia. Como explicar o mundo que noscerca? Como entender uma sociedade que justifica condutas e conjunturas sociais baseando-se em meias verdades? E todas as indagações estão sobrepostas, ora apagadas, ora aparentes em cada tela que em sua maioria revela-se em tons e cores terrosas, avermelhadas, como a essência da natureza, como o chão sob nossos pés seriam se não houvessem as construções arquitetônicas.
As pinturas não estão emolduradas. São como estandartes, com chapas de MDF na extremidade superior e inferior. Podem ser penduradas com fios de nylon ou pregos. Sem maiores necessidades técnicas para exposição. Elas já participaram de duas exposições: Uma em Itaúna/MG e na sequencia em Itajaí/SC.
A artista coleciona diversos prêmios e medalha em sua trajetória, em especial na modalidade de arte contemporânea, como os mais recentes: Prêmio Aquisitivo Antonio Rodini “82º SAAP - Salão Ararense de Artes Plásticas – Contemporâneo” 2019, em Araras-SP e Prêmio Edital de Seleção de Projetos Artísticos para ocupação da Galeria Luiz Canará 2017, em Boa Vista-RR.
Já o artista-designer, Juan Pablo, há seis anos no Brasil, traz em “Natureza Radiante” um pouco da experiência que tem com restauração e conservação do patrimônio artístico e arquitetônico e design. Natural da Argentina, teve sua experiência com restauro na Itália e suas obras exclusivas de design e criação da marca Diesel, já foram exibidas em todo o mundo, em diferentes boutiques da loja.
Juan Pablo em seu trabalho apresenta o dilema entre a harmonia das pessoas com a natureza e sugere que para chegar a um equilíbrio na essência pessoal é necessário incorporar a natureza em todas suas variantes possíveis. E que também suas ideias sirvam de inspiração para encontrar soluções. “Isso é uma ajuda, a nossa arma, internamente com a essência da natureza podemos incorporá-la e assim conseguir solucionar qualquer problema de nossas vidas, qualquer um. Lembrando que na natureza se encontra todas as plantas para a cura de todas essas doenças”, comenta.
O artista foca em materiais, que estão na natureza e materiais que são usados por homem ou são criados por homem, que pode ser o cimento ou pode ser os galhos de árvore e pode ser as “calavaças” e pode ser o metal ou o vidro ou pode ser também o latão. “Essa função entre os materiais artificiais e os materiais naturais dá um diferencial na própria obra sendo que a obra tem sempre alguma coisa a ver com a natureza. São materiais que são fáceis de trabalhar que são relativamente econômicos mas também requerem inspiração porque ser fácil de trabalhar não quer dizer que você consiga ter a inspiração pra isso você tem que estar em harmonia com a natureza”, explica.

Serviços:
O quê: Exposição Temporária de Arte no Fórum de Uberlândia
Quem: Artistas Ropre e Juan Pablo
Quando: 15 de outubro a 14 de novembro de 2019
Entrada: Gratuita
Horário: 12 às 18 horas
Onde: Fórum de Uberlândia – Avenida Rondon Pacheco, 6130

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Fórum de Uberlândia-MG recebe duas exposições de arte
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial