sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Caça e Pesca sedia corrida de orientação neste domingo


      Cerca de 50 atletas de várias idades participam no domingo (6), das 7h30 às 9h30, no Clube Caça e Pesca Itororó de Uberlândia, de uma corrida de orientação, organizada pelo 36º Batalhão de Infantaria Mecanizado, em comemoração aos 20 anos do Clube de Orientação do Triângulo Mineiro (Cotrim). Corrida de Orientação, ou simplesmente Orientação, é uma moderna modalidade desportiva, e que tem crescido em todo o mundo, que usa a natureza como campo de jogo, exigindo do praticante passar por pontos de controle (PCs) demarcados no terreno, no menor tempo possível, com o auxílio de um mapa e de uma bússola. Além dos atletas inscritos, o evento no Caça e Pesca contará com a presença de autoridades do esporte de outros estados brasileiros.
     Diante dos desafios propostos para esse tipo de competição, a trilha existente em meio à área de preservação ambiental do Caça e Pesca foi o local escolhido pelos organizadores para sediar essa Corrida de Orientação – um percurso em torno de 3 km. Na prática, cabe a cada atleta escolher o próprio ritmo em função dos desafios determinados a si mesmo. Ou seja, o segredo para o participante é escolher e seguir a melhor rota por um terreno desconhecido contra o relógio, o que exige habilidades como leitura precisa do mapa, avaliação e escolha da rota, uso da bússola, concentração sob tensão, tomada de decisão rápida, corrida em terreno natural variado e manutenção do controle da distância percorrida, entre outras.
     Além de militares, os participantes são pessoas de todas as idades e sexos, que podem disputar individualmente, em duplas ou até em família, e que buscam uma caminhada em meio à natureza, sejam iniciantes ou experientes.
     Segundo o Cotrim, além do treinamento fisco e intelectual, da possibilidade de pleno contato com a natureza, a Orientação serve também de capacitação para o dia a dia na vida, como válvula de escape para o estresse decorrente, por exemplo, das tarefas da escola, do trabalho, de casa. Enfim, orientar-se nos dias atuais é tão necessário como ler, escrever e contar. É através desse tipo de exercício de raciocínio que fica mais fácil organizar espaços, fugir de congestionamento e situar e deslocar com mais precisão e segurança em espaços desconhecidos.
     O Cotrim foi fundado por atletas do 36º Batalhão de Infantaria Mecanizado em 22 de setembro de 1999, portanto, acaba de completar 20 anos. É filiado à Federação Mineira de Orientação e tem sede em Uberlândia.

Um pouco de história
     A Orientação teve início por volta de 1918, na Suécia, quando um major das forças armadas suecas organizou os primeiros percursos e competições. O esporte estendeu-se pela Europa, principalmente nos países nórdicos, passando a ser matéria obrigatória para as crianças suecas em 1942.
     No Brasil, a Orientação só chegou na década de 1970, por intermédio das Forças Armadas, que percebendo as vantagens do esporte para o treinamento militar logo a adotaram, sendo que desde 1974 é matéria curricular na Escola de Educação Física do Exército.
     Porém, a orientação só começou a desenvolver-se efetivamente como esporte aberto ao público em geral em 1986, quando foi realizada a primeira competição oficial de Orientação no Brasil - o I Campeonato Metropolitano de Corrida de Orientação de Curitiba, realizado no Parque Barigui.
     Hoje, a Confederação Brasileira de Orientação (CBO), com sede em Santa Maria – RS, é a instituição nacional de administração do esporte de orientação, foi fundada em 11 de janeiro de 1999 em Guarapuava, no Paraná, e conta com seis Federações Estaduais, mais de setenta clubes e entidades de prática, como o Cotrim, e mais de quatro mil atletas filiados.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Caça e Pesca sedia corrida de orientação neste domingo
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial