quinta-feira, 31 de outubro de 2019

BB reduz taxas para pessoas física e jurídica, imobiliário e agronegócio


Em linha com Copom, BB faz ajustes de taxas com validade a partir da próxima segunda-feira, 4
O Banco do Brasil anunciou nesta quarta-feira (30) nova redução nas taxas de juros para várias de suas linhas de crédito. Os custos dos financiamentos ficam menores para clientes pessoas física e jurídica, imobiliário e no segmento do agronegócio. As novas condições entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (4) e estão alinhadas com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) que cortou a taxa Selic em 0,50 ponto percentual ao ano.

IMOBILIÁRIO FICA MAIS EM CONTA
A aquisição de imóveis nas linhas Carteira Hipotecária e Sistema Financeiro da Habitação (SFH) passam a contar com condições ainda melhores. Nessas modalidades as taxas variam de acordo com o prazo da operação e o perfil do cliente – o que pode reduzir o custo desses financiamentos para até 0,82 ponto percentual ao ano. A taxa máxima nas linhas CH e SFH passa de 11,10% ao ano para 10,84 ao ano. No patamar mínimo, a taxa permanece em 7,40% ao ano. 

FINANCIAMENTO DE VEÍCULOS COM CONDIÇÕES MAIS ATRATIVAS
Para a linha BB Crédito Veículos, que financia a aquisição de veículos leves novos, a taxa será reduzida de 0,77% ao mês para 0,60% ao mês na faixa mínima.
Já para a aquisição de outros bens na modalidade BB Crediário, a taxa mínima passa de 3,27% ao mês para 3,15% ao mês e a máxima sai dos atuais 3,80% ao mês para 3,68% ao mês.

HOME EQUITY MAIS BARATO
Para Home Equity as taxas praticadas pelo Banco serão reduzidas de 1,38% ao mês para 1,34% ao mês na faixa mínima, e de 1,80% para 1,76% ao mês na faixa máxima.

JUROS MAIS BAIXOS TAMBÉM PARA EMPRESAS

O Banco do Brasil também vai reduzir os juros para pessoas jurídicas. Na linha desconto de cheque, as taxas mínimas passarão de 1,31% para 1,27% ao mês, enquanto as máximas flutuarão de 3,21% para 3,17% ao mês. Para a modalidade desconto de títulos, as taxas mínimas passarão dos atuais 1,12% para 1,08% ao mês e as máximas de 3,01% para 2,97% ao mês. As taxas referem-se a operações com prazos de 45 dias.
Os juros para a linha BB Giro Digital também ficarão mais baixos. A taxa mínima cairá de 2,77% para 2,73% ao mês e a máxima passará do atuais 4,72% para 4,68% ao mês.

LINHAS DO AGRONEGÓCIO TAMBÉM SERÃO CONTEMPLADAS
Para o produtor rural, o BB vai reduzir suas taxas de 8,50% para 7,50% ao ano (mínimas) e de 10,85% para 10,35% ao ano (máximas). Na linha Comercialização, os juros passam de 8,70% para 7,40% ao ano (mínimas).

Compartilhar

Postagens Relacionadas

BB reduz taxas para pessoas física e jurídica, imobiliário e agronegócio
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial