quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Marca-passo corrige problemas no coração e proporciona uma vida normal


Atualmente, os pacientes que sofrem de arritmias cardíacas possuem diversos recursos que possibilitam uma vida normal. Um deles é o marca-passo, um pequeno dispositivo eletrônico, utilizado para corrigir problemas no coração. O cardiologista especialista em arritmias cardíacas Dr. Frederico Homem, explicou e esclareceu as principais dúvidas sobre marca-passo no Santa Clara Responde de setembro.
O especialista explica que o coração possui um sistema cardíaco elétrico especial, que funciona como um marca-passo natural e é responsável pela formação do ritmo cardíaco. Ele estabelece uma frequência em torno de 60 a 70 batimentos por minuto. “Alterações desse sistema tão especial levam a arritmias que deixam o coração mais lento, chamadas de bradicardias, que fazem o coração bater em torno de 30 batimentos por minuto ou até menos”, esclarece o Dr. Frederico.
Essa alteração pode gerar uma série de sintomas importantes, como: cansaço, falta de ar, tonturas, desmaios e até mesmo morte súbita.  “Os pacientes que possuem comprometimento irreversível do sistema elétrico natural do coração necessitam do implante de marca-passo para a correção desse problema”, destaca o médico.
O dispositivo é cirurgicamente implantado para corrigir os distúrbios de ritmo e ajustar a frequência do coração. O Dr. Frederico ressalta que a duração média da bateria do dispositivo é de 8 a 10 anos. “É importante salientar que existe uma reserva segura de bateria antes do seu esgotamento. Quando identifica-se que o dispositivo está na reserva, programamos a troca do gerador, preservando-se os eletrodos. Essa cirurgia é mais simples e, normalmente, mais rápida que o implante inicial”, esclarece.
Por essa razão, o portador de marca-passo necessita de avaliações periódicas com o especialista. “É necessário avaliar a programação do dispositivo, as condições da bateria, a integridade dos eletrodos e a ocorrência de eventos como arritmias”, informa o médico.
O Dr. Frederico Homem esclarece que os marca-passos convencionais não restringem o paciente de ter uma vida normal e que as contraindicações devem ser avaliadas individualmente com o especialista, de acordo com cada dispositivo. “É importante reforçar, que os marca-passos são dispositivos altamente seguros e eficazes, que promovem melhora da qualidade de vida e aumentam a longevidade dos pacientes”, finaliza o cardiologista.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Marca-passo corrige problemas no coração e proporciona uma vida normal
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial