terça-feira, 23 de julho de 2019

Fundinho Festival terá seis shows gratuitos com grupos de Araxá, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e Uberlândia


Evento se consolida no calendário da cidade oferecendo uma boa mostra da diversidade existente no jazz e blues

No próximo dia 3 de agosto, o Fundinho Festival abrirá as comemorações do aniversário de Uberlândia, que completa 131 anos em 2019.  Para puxar o coro do “Parabéns para você...”, a organização preparou uma grade musical bem diversificada, com artistas da região e nomes reconhecidos nacionalmente e até internacionalmente, apresentando música de alta qualidade que se completam a cada apresentação. O espetáculo acontece ininterruptamente em dois palcos, agradando a todos os públicos e demonstrando a pluralidade do jazz e blues.
Às 16 horas começará a sequência de shows na Praça Clarimundo Carneiro, seguindo a pontualidade característica do evento, fator muito elogiado pelo público.
“A programação musical começará homenageando os jazzistas: John Coltrane e Miles Davis e também os brasileiros Milton Nascimento e Tom Jobim. Os grandes nomes do Blues receberão um tributo recheado com novos e intensos arranjos de guitarras. Além disto, teremos uma apresentação em que a bateria será o destaque. Logo em seguida, será a vez do piano comandar o show. Por fim, teremos a diva brasileira do jazz e blues, Rosa Marya Colin, com a participação especial do gaitista Jefferson Gonçalves, que é respeitado mundialmente. Resumindo, o festival está imperdível!”, destaca o diretor de programação do evento, Marco Túlio Morais.

Programação intensa
O Dog Brother’s Quinteto, grupo de Uberlândia, será a primeira atração do festival. O grupo mistura a irreverência e adrenalina do jazz dos cabarés com outros ritmos como: ska, afrobeat e reggae. Os músicos Elias Jr. (piano), Tarcísio Oliveira (bateria) e Eduardo Gringo (baixo) acompanham os brother’s J.P China (saxofone) e Lustosa (trompete) para, além de homenagear, reinventarem a atmosfera celestial de John Coltrane e Milles Davis, dois dos maiores nomes do movimento jazzístico conhecido como Bebop.
Em seguida, as homenagens serão destinadas à dois grandes nomes da música brasileira: Milton Nascimento e Tom Jobim. O grupo de músicos araxaenses formado por Tiago Martins (guitarra), Erasmo Valeriano (baixo), Neto Ribeiro (bateria), Henrique Reis (piano) e Raphael Borsatto (sax) criou o show intitulado “Miltons”, no qual apresentam roupagens de jazz, soul, ska, funk e samba para as músicas dos homenageados.  Para o Fundinho Festival, o grupo convidará os músicos uberlandenses Fernando Rodovalho (trompete) e Luis Otávio (trombone) para abrilhantar ainda mais estes novos arranjos.
Prestadas as devidas homenagens, será a vez da guitarra mostrar seu valor dentro do universo do Blues. A banda uberlandense Black Blues apresentará o show “Blues Tribute”, que é marcado pela maior característica da banda: os intensos arranjos de guitarras para releituras de grandes nomes do blues como Albert King, Eric Clapton, Robert Johnson, Willie Dixon, etc. A banda foi criada pelos guitarristas Vinícius Fabbri e Eduardo Martins, que são acompanhados por Gustavo Marconi (baixo) e Giovani Longo (bateria).
Depois da guitarra, quem vai comandar o show será a bateria, fato que não é muito comum dentro do universo musical em geral, porém com grandes expoentes dentro da liberdade sonora do jazz. Para comemorar seus 29 anos de carreira, o compositor e baterista Di Stéffano apresentará um show em quarteto, mostrando todo o encanto do smoth jazz, do samba funk, do afro jazz e da música nordestina, acompanhado por Natan Gomes (piano), Marcelo Martins (sax) e Eduardo Coelho (baixo). O baterista, que já lançou quatro discos, tocou e gravou com grandes nomes da música brasileira e internacional, promete fazer um show inesquecível no Fundinho Festival, apresentando uma síntese da capacidade criativa do Jazz associada à energia da música brasileira, sobretudo do Nordeste e de suas influências com a música africana.
O piano também terá destaque no festival e será muito bem representado. André Youssef é tecladista do Tritono Blues e das bandas do Nasi (IRA!) e Kiko Zambianchi, além de já ter trabalhado com artistas como Erasmo Carlos, Marcelo Nova, Frejat, Eduardo Araújo e Sylvinha, Kid Vinil, Ritchie, Paulo Miklos (Titãs), 14 Bis, entre outros. Em 2015, André Youssef lançou seu trio, no qual canta e toca piano, acompanhado de Elias Benedetti (bateria) e Edu Malta (baixo), transitando pelo early rock’n’roll, country e folk para criar novas versões para Dire Straits, Johnny Cash, Eric Clapton, Van Morrison, Fats Domino e Chuck Berry, que surpreendem o público.

Atração especial
Para encerrar este grande dia, Uberlândia receberá a grande diva brasileira do jazz e blues, Rosa Marya Colin. Aos 73 anos e com quase seis décadas de carreira, a cantora mostrará que tem muito fôlego, apresentando o show “In Blues”, no qual passeia por diversos sucessos que marcaram a sua trajetória e que são recheados com toques de modernidade e ainda preservam suas raízes. Eduardo Ponti (guitarra), Flávio Santos (bateria) e Samir Aranha (baixo) acompanham a cantora, que contará com a participação especial de Jefferson Gonçalves, gaitista referência mundial do instrumento, que dará um novo brilho para as interpretações da diva para músicas como: Precious Lord, St Louis Blues, Reckless Blues, Down By The Riverside, entre outras clássicas do R&B, do Rock e do Spiritual, que marcarão este encontro inédito.

Em evidência
De acordo com Marcelo Mamede, coordenador de produção, o Fundinho Festival tem como característica apresentar artistas de alto gabarito que vivem o blues e o jazz no sangue. "A ideia é não deixar esse estilo musical se perder diante dos outros ritmos que estão mais em evidência, porque o jazz e blues carregam uma história e um conteúdo cultural sem precedentes, assim como o Bairro Fundinho”, conta. 
Além dessa imersão no universo do jazz e blues, o púbico poderá apreciar as delícias na Praça de Alimentação que contará com chopes artesanais fabricados em Uberlândia, além de comida de boteco, hambúrgueres, linguiças artesanais, defumados, vinho, água e refrigerantes.
O evento é realizado pela Moinho Cultural e Aproxima Patrocínios e Incentivos, com os patrocínios do Sistema Martins, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Uberlândia e da Algar Telecom, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.

PROGRAMAÇÃO:
16h – Palco Coreto - Dog Brother's Quinteto (Uberlândia)
17h – Palco Museu – Miltons convida Fernando Rodovalho e Luís Otávio (Araxá / Uberlândia)
18h – Palco Coreto - Black Bone (Uberlândia)
19h – Palco Museu - Di Stéffano Quarteto (Brasília)
20h – Palco Coreto - André Youssef Trio (São Paulo)
21h – Palco Museu – Rosa Marya Colin com Participação Especial de Jefferson Gonçalves (Rio de Janeiro)

SERVIÇO:
O que: Fundinho Festival – Jazz e Blues – Edição Uberlândia 131 Anos
Quando: 3 de agosto - sábado, das 16h às 23h
Onde: Praça Clarimundo Carneiro
Entrada franca
Classificação: Livre
Mais informações: www.fundinhofestival.com.br

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Fundinho Festival terá seis shows gratuitos com grupos de Araxá, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial