quinta-feira, 18 de julho de 2019

Câncer de garganta: saiba como identificar os sintomas precocemente


A oncologista Dr.ª Márcia Rachel, do Centro Oncológico do Triângulo (COT), esclarece os principais sinais da doença e tratamentos

O vocalista da banda americana Megadeth, Dave Mustaine, revelou recentemente à imprensa que foi diagnosticado com câncer de garganta e despertou atenção à doença. Por causa dos sintomas do tumor, nos quais envolvem problemas como tosse, dor ao engolir e dificuldade na respiração, o artista teve que cancelar a agenda de shows para focar no tratamento que, segundo os médicos que acompanham Dave, tem 90% de chance de cura. Este mês é marcado pela campanha Julho Verde, que visa conscientizar e combater o Câncer de Cabeça e Pescoço, dentre eles o câncer de garganta.
Um subtipo dos chamados tumores orofaríngeos, que podem ainda surgir na língua, boca, palato e faringe, o câncer de garganta está associado em grande parte ao consumo excessivo de álcool e o fumo. Outro fator evitável que pode levar ao desenvolvimento da doença, e que vem contribuindo no aumento da incidência do câncer nos últimos anos, é a infecção pelo vírus do papiloma humano 16 (HPV 16), transmitido por meio da prática do sexo oral e em pessoas com múltiplos parceiros sexuais.
A oncologista do Centro Oncológico do Triângulo (COT) - unidade do Grupo Oncoclínicas em Uberlândia, Dr.ª Márcia Rachel, comenta alguns sinais que devem ser observados e podem indicar o início da doença. "Nos casos de tumores orofaríngeos, os primeiros sintomas podem surgir nos 15 primeiros dias com feridas na boca que não cicatrizam. Além disso, dores ao engolir ou mastigar merecem atenção, tanto quanto nódulos que surgirem no pescoço."
Os sinais mencionados, combinados com rouquidão persistentes, perda de peso inexplicável, manchas ou placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, céu da boca, bochechas e gengivas, além de lesões nos lábios ou na cavidade oral, surgimento de pequenas verrugas na boca ou na garganta e dificuldade ao falar, podem ser indícios de um possível diagnóstico do câncer. Assim, é extremamente importante a realização de um acompanhamento com especialista.
A oncologista do COT ainda faz um alerta sobre a necessidade de estar atento e identificar os sinais da doença precocemente para alcançar uma maior eficácia no tratamento. "Falar sobre o diagnóstico precoce é sempre necessário, pois é comum que os tipos de câncer que afetam garganta, boca e faringe tenham sintomas silenciosos, e devido a isso, pacientes perdem a chance de descobri-lo na fase inicial. Em casos que os tumores orofaríngeos são diagnosticados precocemente é possível que haja uma redução na mortalidade pelo câncer em até 80%", afirma Dr.ª Márcia.

Tratamento
Ao receber o diagnóstico do câncer de garganta, o paciente realiza alguns exames que verificarão o estágio do tumor. O processo é indispensável para a definição do tratamento a ser executado.
Dentre as possibilidades estão a realização de cirurgia para a retirada do tumor, radioterapia para destruir as células cancerígenas e reduzir os tumores, quimioterapia ou o tratamento da modalidade combinada (quimioterapia e radioterapia usadas juntas).

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Câncer de garganta: saiba como identificar os sintomas precocemente
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial