domingo, 23 de junho de 2019

Razões para não investir na casa própria

Educador financeiro explica os motivos para trocar um financiamento por um investimento a longo prazo

É muito comum ter dúvidas sobre a casa própria. Comprar ou alugar? Entrar em um financiamento ou economizar e pagar à vista?  O sonho pode ficar mais próximo ou mais distante dependendo da resposta de cada pergunta. O educador financeiro Junior Grilli mostra as melhores estratégias.
“No Brasil não vale a pena comprar nada financiado”, diz.  Esta afirmação pode soar estranha para a maioria dos brasileiros que têm como uma das primeiras metas da vida adulta conquistar a casa própria, mas Grilli ensina que uma boa educação financeira pode ser um investimento melhor do que qualquer outro, trazendo, além da casa própria, a tão sonhada aposentadoria muito mais cedo do que esperado.
“Quando você financia um apartamento de 600 mil reais, por exemplo, ao final você terá pago quase três apartamentos. Ao passo que se você tiver uma educação financeira e souber investir o mesmo valor da parcela mensalmente e cuidar do seu dinheiro como fazem os suíços, americanos e europeus, você terá um rendimento suficiente para morar em um imóvel melhor e ainda ter a reserva no banco”, aconselha Junior.
Faça as contas: para um apartamento de 600 mil o aluguel estimado, atualmente, é o de 0,5%, que dá uma média de 3 mil reais. Esse valor da parcela do aluguel, mesmo que mal investido, rende mensalmente de 2% a 3%. “Claro que se você pegar o valor do aluguel mensal e colocar no banco não vai dar nem 1%, mas se você investir em produtos financeiros adequados e souber gerenciar o seu dinheiro consegue facilmente 2% a 3% no mês”, conta o especialista.
Seguindo o raciocínio, se considerarmos que 1% de 600 mil reais (que dá o valor de 6 mil) dá para pagar um aluguel de 3 mil reais, resta ainda 3 mil reais. Se incluirmos mais gastos com condomínio, taxas, e mais outras despesas, por exemplo, em média 1 mil reais, ainda sobra 2 mil reais que podem ser aplicados em produtos financeiros. “No final do período do suposto financiamento, você vai ter os 600 mil reais em caixa, morar em uma casa igual ou melhor e até mesmo ter o dinheiro rendendo para você ter uma aposentadoria justa”, enfatiza o educador financeiro.
O mais importante é sempre avaliar todas as possibilidades. “É necessário pesar se vale a pena colocar todo esse montante em um financiamento ou se planejar para esse objetivo a longo prazo”, finaliza.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Razões para não investir na casa própria
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial