quarta-feira, 29 de maio de 2019

Futurista Rosa Alegria fará a abertura do IV Seminário de Economia da Cultura em Uberlândia-MG


O papel da arte e da cultura no cenário da transformação digital será o tema da palestra inaugural do evento.

O futuro em tempos de complexidade e transformação digital e o papel da arte e da cultura na geração de ocupação e renda será o tema da palestra de abertura do IV Seminário de Economia da Cultura que será realizado em Uberlândia-MG, entre os dias 17 e 19 de junho. Quem falará sobre o assunto é a renomada futurista, reconhecida como uma das mais importantes da América Latina, Rosa Alegria.
O futuro está cada vez mais perto. Segundo Rosa Alegria, a crescente velocidade das convergências tecnológicas somada aos mais de 3 bilhões de pessoas ocupando o planeta até 2050 aponta para uma eliminação de profissões e empregos jamais vista na história.
De acordo com o Banco Mundial, 1 bilhão de pessoas entrará no mercado de trabalho ao longo dos próximos 10 anos, ao mesmo tempo em que 2 bilhões de empregos serão eliminados em 2030.
“A inteligência artificial, a biologia sintética, a robótica e outras formas de automação, além da dinâmica populacional, irão mudar nossa relação com o trabalho.  Nesse novo mundo o desafio não será mais desenvolver novas tecnologias, que já crescem em velocidade exponencial. O grande desafio será saber conviver com essas tecnologias e adaptar-se a elas – tirando proveito do que elas podem fazer por nós e da liberdade que podemos conquistar a partir delas”, comenta Rosa Alegria.
Com base nessas previsões, restam apenas duas décadas adiante antes que a inteligência artificial comece a ser instalada em todo o mundo. “Por isso, precisamos pensar a longo prazo e tomar ações imediatas, porque as mudanças em torno desse fenômeno (desastrosas ou aliviadoras) poderão levar também duas décadas”, destaca a futurista.
Segundo Rosa Alegria, a economia criativa será uma das saídas para gerar novos estilos de vida. “Algo que já pode começar a ser feito é intensificar os incentivos para fazer florescer a economia criativa – a que pode nos libertar das amarras de modelos de trabalho opressivos.  Não temos que competir com as máquinas, as crianças nas escolas não têm que mais que aprender a ser competitivas e produtivas e seguir a cartilha de um velho modelo. Agora é tempo de sermos felizes e apreciar a beleza que só a economia criativa poderá nos proporcionar”, argumenta.

Sinais do fortalecimento da economia criativa
Alguns sinais reforçam a reflexão de Rosa Alegria. A economia criativa (também cunhada pelo Banco Mundial como economia laranja) tem crescido mais do que outras as outras economias, mesmo na crise.  No Fórum Econômico Mundial, a criatividade passou a estar entre as principais habilidades para a nova economia.
“Com a criatividade sendo um fator chave no desenvolvimento e na competitividade da economia, a área de indústrias criativas se torna uma importante fonte de dinamização das futuras sociedades pela sua capacidade de romper – através da arte e das expressões culturais – linguagens antigas, modelos obsoletos, setores e atividades econômicas que já não mais funcionam”, analisa a futurista.

Seminário
As cidades de Ouro Fino-MG e Uberlândia-MG foram escolhidas para sediarem a XI Semana da Cultura Popular e o IV Seminário de Economia da Cultura. O evento reunirá profissionais, empreendedores, representantes do governo, estudantes, artistas e pessoas envolvidas com a arte e a cultura em uma programação diversificada com debates, palestras, talks-shows e apresentações artísticas.
Em Ouro Fino, o evento será realizado de 12 a 14 junho, e na semana seguinte, a agenda se cumprirá em Uberlândia (17 a 19 de junho).
O Seminário é aberto ao público e conta com o apoio do Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Caparelli e a Pró-reitoria de Extensão e Cultura - PROEX/UFU - Universidade Federal de Uberlândia - Dicult.  As inscrições poderão ser feitas, na internet, por meio das páginas dos respectivos eventos no Facebook (@seminariodaeconomiadaculturauberlandia e @seminariodaeconomiadaculturaourofino).
O tema escolhido para sustentar a programação foi: “O futuro, o emprego e a cultura”. “A proposta é debater o papel da cultura num momento em que o emprego da forma como conhecemos está ameaçado de extinção pela mudança na natureza do trabalho, pela implantação de novas tecnologias, de novas fontes de energias e mudança na forma de ocupação do solo”, informa o produtor cultural idealizador e organizador do evento, Rubem dos Reis.
A programação completa com datas e locais será divulgada em breve.

Histórico
A Semana da Cultura Popular aconteceu pela primeira vez em 2001 e de lá para cá já foram realizadas edições sempre em Uberlândia-MG com incentivo da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. No ano de 2009, o Seminário de Economia da Cultura passou a integrar o projeto. Comprovadamente, desdobramentos importantes aconteceram e proporcionaram desenvolvimento econômico e artístico após a realização de cada edição.
A partir do momento em que a TS Trim, multinacional japonesa do ramo automotivo, passou a patrocinar o projeto, que é promovido pela Balaio do Cerrado Produtora, as atividades foram estendidas para a cidade de Ouro Fino-MG que já foi beneficiada com a primeira etapa da XI Semana da Cultura Popular, no ano passado, quando aconteceu nas escadarias da Igreja Matriz daquela cidade o “Grande Coral Vozes Cantam a Paz”.
Portanto, a primeira etapa do projeto XI Semana da Cultura Popular foi o “Grande Coral Vozes Cantam a Paz”, em Uberlândia e Ouro Fino, no ano passado, e agora a segunda etapa contempla a realização do IV Seminário de Economia da Cultura.  

SERVIÇO:
O quê: XI Semana da Cultura Popular e IV Seminário de Economia da Cultura
Quando e Onde: 12 a 14 de junho (Ouro Fino-MG) | 17 a 19 de junho (Uberlândia-MG)

Inscrições: e Programação:

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Futurista Rosa Alegria fará a abertura do IV Seminário de Economia da Cultura em Uberlândia-MG
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial