segunda-feira, 15 de abril de 2019

Cooperativa de crédito conta como foram os primeiros passos em Uberlândia


Mohamad Akl, primeiro presidente da Unicred Aliança conta como tudo começou
Mohamad Akl - Primeiro presidente da Unicred de Uberlândia
Apenas quatro anos após a criação da primeira Unicred Vale das Antas, no Rio Grande do Sul, quarenta médicos formariam a UNICRED Uberlândia.
Foi assim que tudo começou! Desde a infância, Mohamad Akl acreditou que a superação e o trabalho eram seus maiores aliados. Filho do libanês Sami, chegou ao Brasil aos cinco anos, vindo de Hobarie, com seus pais e um irmão, em busca de oportunidades.
Cresceu vendo o pai fazer o futuro com empreendedorismo, de mascate a dono de uma lojinha de roupas, no interior de São Paulo. E se encantou com a medicina ainda criança, ao ver o resultado do trabalho de dois médicos que cuidaram de sua mãe.
Com vinte e sete anos realizava seu sonho. “Escolhi a obstetrícia porque a mulher vai para o hospital sorrindo. É uma área ligada à vida e à felicidade”, explica Mohamad.
Para o menino imigrante, não saber falar português e ter que conquistar seu espaço não foram obstáculos. “As dificuldades me impulsionaram a querer melhorar de vida e por isso agarrava com unhas e dentes todas as oportunidades que apareciam”.
Ao conquistar seu objetivo, se dedicou de mente e coração à medicina, na prática médica, na gestão hospitalar e no cooperativismo. Era presidente da Unimed Uberlândia quando começou a acompanhar mais de perto os primeiros passos das cooperativas de crédito, especialmente da Unicred Vale das Antas.
Na Convenção Nacional da Unimed, de 1992, uma das palestras seria sobre Cooperativismo de Crédito. Carlos Salomão, diretor financeiro da Unimed Uberlândia à época, e Luiz Mauro Coelho Nascimento, diretor administrativo, participaram do evento com o objetivo de avaliar qual era a proposta.
“O objetivo era movimentar o dinheiro do sistema nacional Unimed e proporcionar aos médicos a autonomia de autogerirem os recursos resultantes do seu trabalho”, esclarece Luiz Mauro, atual presidente da Unicred Aliança.
E Carlos Salomão, que seria presidente da Unicred Uberlândia, por 19 anos, complementa: “O volume financeiro movimentado pelas Unimeds no Brasil era muito grande. Todo esse recurso era fomentado no mercado financeiro em nenhum retorno para os médicos. Vimos que a cooperativa de crédito era uma oportunidade para gerarmos vantagens econômicas a nossa classe”, finaliza Salomão.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Cooperativa de crédito conta como foram os primeiros passos em Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial