terça-feira, 12 de março de 2019

Websérie audiovisual “Coffee Jane” é lançada em Uberlândia


Projeto toma o café como pretexto para explorar contracltura do Triângulo Mineiro

Um gole de café – “e flutue correnteza abaixo”. A memória da terra, o suor da colheita, os perfumes torrados, o amargor estimulante, o pretexto socializador. A websérie “Coffee Jane” propõe uma experiência de imersão na contracultura do Triângulo Mineiro a partir da linguagem audiovisual, guiada pelo vapor do café recém-passado.
O lançamento do projeto acontece na quinta-feira, no Vinil Cultura Bar. Além da exibição de vídeos da websérie, a noite terá performance de Humberto Prado e apresentação de André Fejó e bandas Afasia, punk feminino uberlandense, e Revolta Blues, rock autoral araguarino. O projeto é realizado pela produtora Junkie Box e incentivo do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PMIC) da Secretaria de Cultura de Uberlândia.
“Nossa pretensão era explorar as possibilidades sensíveis que a cultura, uma boa prosa e só um bom café podem proporcionar. A partir daí, encontramos a arte, a gastronomia, o patrimônio histórico e, porque não, o underground, a cultura popular e o alternativo do Triângulo Mineiro, nosso Sertão da Farinha Podre”, disse o idealizador e proponente do projeto, Rodrigo Valim, araguarino radicado em Uberlândia.
Esses lugares e não-lugares da cultura mineira, mais consagrados pela expressão popular do que pela história oficial, são a fonte inesgotável das pautas do Coffee Jane, que têm caráter documental e são fortemente inspiradas no jornalismo gonzo. As experimentações de linguagem levaram à produção de duas séries audiovisuais, construídas em diferentes formatos – o “Vice-Versa” e o “Drops”.


Experimentações audiovisuais
        O Vice-versa é uma série de “auto-entrevistas” entre duas figuras relevantes da cultura triangulina. “Nosso papel foi ambientar a prosa, oferecer os estímulos. Os convidados cuidaram de se entrevistar e, entre um café e outro, os encontros renderam diálogos intermináveis”, disse Danilo Vieira, diretor do Coffee Jane.
     No quintal acolhedor do Terreirão do Samba, reduto da cultura negra uberlandense, o Vice-Versa mediou o encontro de almas de Luiz Salgado e Jeremias Brasileiro, que versaram sobre a cultura popular; o reencontro de Carlos Segundo e Nara Sbreebow, que ruminaram o cinema nacional a partir do interior; a descoberta de Uiara Cristina e Olívia Franco, que discutiram o papel da mulher na arte.
     Os Drops são “xícaras” de conteúdo imerso nos bens imateriais das cidades de Araguari, Uberlândia e Uberaba – lugares, encontros, sabores. As pautas vão da divulgação científica feita no Complexo de Peirópolis, em Uberaba, até a produção de Queijo Minas Artesanal feita pela Queijaria Oliveira, em Araguari, passando pela apropriação do espaço público por jovens do subúrbio de Uberlândia, que ocupam a pista de skate do bairro Jardim América II.

Divulgação
Durante a abertura do Coffee Jane, haverá exibição do Drops #0, piloto, sobre o Festival Triangulice 2018, realizado em Araguari em agosto do ano pasado, e lançamento do Vice-Versa, com exibição da primeira parte do encontro entre Luiz Salgado e Jeremias Brasileiro.
Os vídeos serão publicados, todas as sextas-feiras, de 15 de março a 28 de junho, no canal do Coffee Jane no Youtube, e divulgados na página oficial do projeto no Facebook. Ao final dos lançamentos, haverá exibição pública em escolas de Uberlândia e Araguari.

Serviço:
O lançamento da websérie cultural “Coffee Jane” acontece, na quinta-feira (14), a partir das 20h, no Vinil Cultura Bar: Avenida Segismundo Pereira, 1.121, Santa Mônica, Uberlândia. A entrada custa R$ 5. Informações: (34) 3234-6999.

Confira os vídeos:
Vice e Versa – teaser: https://bit.ly/2Hf2Vmz
Drops #0 – Festival Triangulice 2018: https://bit.ly/2HrdmCJ

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Websérie audiovisual “Coffee Jane” é lançada em Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial