segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Relacionamento Sugar: entenda o comportamento dos usuários da plataforma



Os melhores momentos para encontrar um novo parceiro

Para conquistar um novo amor é necessário certo esforço. Estabelecer um planejamento, traçando as estratégias adequadas, também faz parte do projeto “encontrar o parceiro ideal”. Avaliar os melhores horários para atualizações e trocas de mensagens, conhecer os momentos de mais ou menos tráfego na rede escolhida, avaliar as respostas e o conteúdo são fatores que devem ser levados em consideração.
O LinkedIn, por exemplo, uma rede essencialmente profissional, não tem tráfego intenso durante o horário do expediente. O Instagram, por sua vez, tem o seu pico entre 17 e 18h, principalmente nos finais de semana. Cada rede social tem as suas particularidades e um padrão de usuário. Mas o que acontece nos sites de relacionamento sugar? Na plataforma Meu Patrocínio, com cerca de 750 mil usuários, o movimento maior se concentra de segunda à quinta-feira, sempre a partir das 14h. Aos sábados, há uma queda no número de acessos, voltando a crescer aos domingos. Em torno de 85 mil usuários estão conectados simultaneamente nos dias de maior tráfego.  O horário de pico está concentrado ente 4 e 8h e a maior procura acontece às terças-feiras.
Em três anos de atividades, o Meu Patrocínio registrou a troca de mais de 30 milhões de mensagens entre os seus usuários, sendo que 3% deles visitam o site diariamente. São cerca de 2 mil conversas por minuto, com uma média de duração entre 6 e 7 minutos. Cada usuário acessa o site 3,5 vezes por dia.
A proposta do relacionamento sugar, que tanto movimenta as redes, é unir homens e mulheres bem-sucedidos, ricos e poderosos, os Sugar Daddies e Sugar Mommies - provedores da relação, aos jovens, masculinos e femininos, atraentes e ambiciosos, os Sugar Babies, à procura de alguém que os apoie nos estudos e carreira, fornecendo estrutura emocional e financeira. Atualmente, o Meu Patrocínio conta com 75 mil Sugar Daddies e 14 mil Mommies cadastrados. Com uma renda média em torno de R$ 120 mil para eles e R$ 100 mil para elas, patrimônio estimado em R$ 10 milhões, eles estão concentrados principalmente em São Paulo (33%), Rio de Janeiro (14%) e Minas Gerais (8%). Os Babies, masculinos e femininos, totalizam 650 mil usuários, na faixa dos 24-26 anos de idade, a maioria composta por estudantes universitários. Jennifer Lobo, fundadora e CEO da plataforma, garante que “o diferencial das relações sugar reside em relacionamentos baseados no alinhamento de expectativas, de uma maneira transparente e honesta, com acordos preestabelecidos”. 

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Relacionamento Sugar: entenda o comportamento dos usuários da plataforma
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial