sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Irregularidades em pintas podem indicar câncer de pele


Dezembro, caracterizado pela cor laranja, é o mês da Campanha Nacional de Combate ao Câncer de Pele. Ele é o mais comum entre a população e afeta cerca de 180 mil pessoas por ano, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Para o ano de 2018, a previsão é de 85.170 novos casos para os homens e 80.410 para as mulheres.
O Câncer de Pele é resultado do crescimento anormal e descontrolado das células que compõe a pele, e pode ser dividido em melanoma e não melanoma. O primeiro tem origem nas células produtoras de melanina, ocorre com menos frequência e possui maior gravidade. O segundo apresenta altos potenciais de cura, é o tipo mais comum e representa cerca de 30% dos tumores malignos.
Assim como os outros tipos de câncer e doenças, a prevenção é o melhor caminho. Se identificada cedo, a enfermidade apresenta maiores chances de cura. Por isso, é importante se atentar a pintas que mudam de cor, tamanho e formato. São sinais de irregularidade se a mancha apresentar assimetria, bordas irregulares, diferentes cores e diâmetro maior que 6 milímetros.
O uso do protetor solar também é essencial, principalmente no verão, a época mais quente do ano. O indicado é que pessoas com pele branca e muito branca use protetores com fator FPS entre 30 e 60, morena clara e mulata, o ideal é FPS entre 20 e 30 e para quem possui pele negra é o FPS entre 6 e 20. É importante também que a exposição ao sol seja evitada no período posterior às 10h até as 16h.


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Irregularidades em pintas podem indicar câncer de pele
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial