quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Grupo Algar estimula colaboradores a utilizarem o Imposto de Renda para doações

Pessoas físicas podem destinar até 6% do imposto devido via Fundo para Infância e Adolescência (FIA), sem custo adicional ao doador
O Instituto Algar – responsável por iniciativas sociais nas comunidades em que o grupo Algar atua – deu início a uma campanha interna de sensibilização para estimular os colaboradores das empresas a utilizarem parte do seu Imposto de Renda como pessoa física para doações via Fundo para Infância e Adolescência (FIA). Os interessados receberão todo o suporte no processo de destinação, que pode ser de até 6% do imposto devido, sem custo adicional para o doador.
O FIA é um órgão técnico, gerido pelos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente, que tem como função normatizar, implantar e executar as políticas de garantias de direitos dos jovens carentes. Os recursos podem ser aplicados em projetos sociais, de pesquisa e obras que possibilitam a recuperação, tratamento ou readaptação social de crianças e adolescentes.
Na Algar, as doações dos associados – como são chamados os colaboradores – serão direcionadas para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), que está cadastrada e apta a receber a destinação. Segundo Carolina Toffoli, gerente do Instituto Algar, a escolha se deu pelo histórico e credibilidade da entidade. “A parceria entre a Algar e a AACD é antiga e sempre rendeu excelentes frutos”, afirma.
Podem doar contribuintes que fazem a declaração completa (não simplificada), possuem Imposto de Renda devido e rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 anual. “Ainda que nem todos os interessados possam doar, podemos ser agentes mobilizadores no nosso trabalho e na nossa comunidade”, acrescenta Toffoli. A campanha no Grupo teve início com um workshop e continuará por meio dos canais internos de comunicação.
      Pessoas jurídicas também podem fazer doações (até 1% do Imposto de Renda devido). A Algar destina recursos por meio do FIA desde 2003. Até agora, foram mais de R$ 2,2 milhões doados para 64 instituições distintas.

Destinação do IR pessoa física em Uberlândia ainda é baixa
A gerente do Instituto Algar ressalta que, de acordo com a Receita Federal, Uberlândia não alcança nem 2% do seu potencial de doações, levando em consideração o número de contribuintes na cidade. “Em 2016, o potencial de doações era de mais de R$ 23 milhões e as doações efetivas somaram pouco mais de R$ 355 mil. Esse gargalo existe porque muitas pessoas não sabem que é possível fazer essa destinação como pessoas físicas. Ou seja, temos em nossas mãos uma grande oportunidade de amplificar o trabalho de instituições sérias como a AACD”, conclui Toffoli.

Sobre o Instituto Algar
Por acreditar que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor, o grupo Algar investe, desde 1994, em programas sociais voltados à comunidade. A ideia é contribuir com a melhoria da qualidade da educação brasileira. Ao longo dos anos, estes programas cresceram e, em 2002, passaram a ter a gestão do Instituto Algar e uma atuação em três dimensões: social, ambiental e cultural. Os programas sociais chegam a 26 cidades, 113 escolas parceiras, 16.800 mil alunos beneficiados, 460 educadores envolvidos e a participação voluntária de 1.180 associados da Algar. 

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Grupo Algar estimula colaboradores a utilizarem o Imposto de Renda para doações
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial