domingo, 11 de novembro de 2018

Vagas de trabalho temporário no final do ano: onde achar e como manter


O desemprego está em alta, mas as contas de casa não esperam a crise econômica passar, não é mesmo? Por isso, não deixe de aproveitar o período para equilibrar as finanças: a partir de novembro, começam as contratações para as vagas de trabalho temporário de final de ano, que normalmente duram três meses e movimentam vários setores, como comércio, serviços, hotelaria e até pets, já que há maior demanda em hoteizinhos especializados quando os tutores viajam. 

Onde achar seu trabalho temporário?
De acordo com a Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), a estimativa para este ano é de que haja 434.429 vagas do gênero no Brasil, 10% a mais do que no ano passado. Um passeio pelo shopping center ou pelo centro de sua cidade com currículo em mãos pode ser um bom jeito de conseguir uma vaga de trabalho temporário. Lembre-se: quem tem vaga tem pressa. E uma apresentação pessoal com currículo impresso tem mais impacto que um e-mail. Se for trabalhar com público, não se esqueça de colocar uma foto no currículo. E lembre-se ainda: por mais que o nome seja "trabalho temporário", muitas vezes há a chance de ele virar efetivo.

De temporário para efetivo
Ainda que você não seja contratado(a) imediatamente após os três meses, é importante deixar uma boa impressão no gestor e na equipe para futuras colocações. 
Mesmo na movimentação atípica do final de ano, o contratador estará de olho no seu desempenho do dia a dia. Portanto, se seu objetivo é ficar, capriche! 
“Procure se informar antes como é a vaga, como funciona a empresa e venha com raça. Não pense que você veio para 90 dias, pense que você veio para ficar”, aconselha Theunis Marinho, presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos.
O talento para liderança pode ser exercido mesmo nas funções mais simples, e essa é uma qualidade valorizada no mercado. 
“Existem pessoas que acham que são bons profissionais porque são bem mandados – ‘Tudo o que o chefe pede eu faço’. Acho que esse não é o caminho. O caminho é ‘Tudo que eu vejo que posso ajudar, tomo iniciativa e vou pra frente’. Se o chefe falar para você cuidar de uma prateleira e a do lado estiver ruim, peça para arrumar a do lado também. Tenha essa iniciativa e mostre que está na partida para ganhar o jogo”, afirma o especialista. 

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Vagas de trabalho temporário no final do ano: onde achar e como manter
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial