segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Jornalista Rogério Silva apresenta sua primeira obra literária em lançamento neste mês de novembro


“O Mundo Maravilhoso de Alice e outras histórias” reúne oito anos de artigos, crônicas e ensaios literários do jornalista

Por Freddie Santa Rosa

Rogério Silva trata bem as letras. Costuma dizer que “envoltas com carinho encaixam-se no raciocínio que dá forma a uma emoção”. Tirou da gaveta alguns empoeirados escritos, todos devidamente publicados em periódicos de 2010 a 2018 e dedicou-se à prazerosa tarefa de relê-los, revisá-los e contextualizá-los, dando contribuição histórica a quem dela quiser tirar proveito.
Na coletânea de textos publicados em jornais e transcritos no livro, Rogério Silva usou o método de Mestre Graça (Graciliano Ramos) e respeitou com rigor máximo as normas do vernáculo para descrever ou comentar, com arte literária, fatos da vida jornalística cotidiana. ( Ivan Santos)
            Na coluna Ponto de Vista do septuagenário Correio de Uberlândia, que encerrou atividades em 2016, nas páginas da Brazilian Wave Magazine, de Toronto, no Canadá, e em um ou outro jornal e revista estão os textos do agora escritor Rogério Silva. Um pouco de humor e até sarcasmo na dose exata para retratar o cotidiano político de Brasília, a evolução da TV aberta no comportamento do público telespectador e um atrevimento em macroeconomia. Ingredientes dos mais diversos em “O Mundo Maravilhoso de Alice e outras histórias”. O título do livro é homônimo de um dos artigos, fórmula adotada pelo autor para apresentar, um a um, seus trabalhos, que podem ser lidos em sequência cronológica ou salteados, sem prejuízos.
Rogério Silva é autor aparelhado para nos dar este “O mundo maravilhoso de Alice...”, por ser competente profissional, de longa vivência no tantas vezes deprimente noticiário de TV. Pôr-se em letra de forma, no jornal, é exercer uma espécie de catarse, exorcizar demônios, criar laços com o leitor anônimo, realimentar o sonho juvenil de melhorar o mundo e salvar-se a si mesmo, como bônus. “Escrevo para salvar minha alma” – teria dito Fernando Pessoa, uma das leituras de Rogério. (Antônio Lopes)
Baiano de Itabuna, conterrâneo de Jorge Amado, vive de telejornalismo há 27 anos. Por 16 deles atuou no jornalismo da Globo, dirigindo redação e chefiando produção e reportagem. Chegou a Uberlândia em 2007. No Triângulo Mineiro recebeu a missão de reestruturar a programação regional da TV Paranaíba, afiliada Record TV, que atualmente ocupa mais de 5 horas de grade local diária. É também responsável pelo emprego de notícias na Rádio Educadora, emissora com mais de 60 anos de existência e que, recentemente, migrou para o FM. Professor universitário dedica-se a ensinar o ofício do jornalismo a jovens estudantes que querem desbravar o mercado da comunicação social em Minas. É um dos ofícios de que mais se orgulha.
Acho mesmo que Rogério queria tornar-se visível, ao seu modo. E adulto encontrou várias formas.  Que bom que, entre elas, está este livro.  Aqui, o essencial está ao alcance dos nossos olhos. Deixem os seus bem abertos. Garanto que, ao terminar a leitura, nosso país, nossa política, nossa economia, Uberlândia, as relações pessoais, alguns personagens, estarão um pouco mais claros. De forma dura, seca, realista. Mas também, amável, delicada, com humor e demasiado humana. Quem tem olhos para ver, que leia. (Alexandre Leal)

A charge de Maurício Ricardo na obra do escritor
 “O Mundo Maravilhoso de Alice e outras histórias” tem o traço inconfundível de Maurício Ricardo. O casamento irônico do chargista com a irreverência crítica de Rogério Silva pode ser conferido em alguns dos artigos, quando a pauta é política e os personagens, quase sempre, envolvidos em peripécias desastrosas, jamais despercebidas pelo jornalista.
Para Rogério Silva, amigos são como canetas e lápis, precisam estar sempre por perto, em constante contato, carregadas e apontados para escrever as mais belas histórias da vida. Histórias que vivemos e viveremos ao longo dessa jornada, uma jornada de contos, recontos, vírgulas, pontos e exclamações, afinal, como dizia o poeta Vinícius de Moraes: “A gente não faz amigos, reconhece-os”.(Karim Midlej Harfush)
Serviço:

Lançamento do livro “O Mundo Maravilhoso de Alice e outras histórias” - com sessão de autógrafos.
Dia 13 de Novembro de 2018 – Terça-feira.
Local: Caramel Sweet & Salt – Boulevard Fundinho
Uberlândia - MG
(Evento para convidados)
Horário: 19h às 22h

Ficha técnica:
Assis Editora
224 páginas
Autor: Rogério Silva
Ilustrações: Maurício Ricardo

Após o lançamento, o livro estará à venda na Livraria Pró Século.


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Jornalista Rogério Silva apresenta sua primeira obra literária em lançamento neste mês de novembro
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial