sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Outubro Rosa também faz alerta sobre prevenção do câncer ginecológico


Médica ginecologista e obstetra, Dr.ª Mileide Sousa, orienta sobre importância do cuidado preventivo 

Outubro é conhecido mundialmente como o mês dedicado à prevenção ao câncer de mama. O tumor é o mais frequente entre as mulheres e representa aproximadamente 30% de todas as neoplasias malignas femininas. Mas, de acordo com a médica ginecologista e obstetra, Dr.ª Mileide Sousa, é necessário ampliar esta conscientização, destacando também a importância dos cuidados na prevenção ao câncer ginecológico, que engloba tumores de endométrio, colo uterino, ovário, tubas uterinas, vagina e vulva. O câncer de colo no útero, por exemplo, aparece em terceiro no ranking de maior incidência entre mulheres, sendo que são esperados mais de 16 mil casos até o fim de 2018. O câncer de ovário, apesar de pouco frequente (responsável por 3% das neoplasias malignas femininas) é o que apresenta maior letalidade dentro do grupo de tumores ginecológicos.
As formas de prevenção ao câncer ginecológico merecem atenção especial das mulheres, que devem realizar consultas periódicas com um médico ginecologista e sempre estarem atentas a sinais e sintomas, como perda de peso, dor e aumento do volume abdominal, sangramento vaginal anormal e sangramento na relação sexual. Além disso, as mulheres devem sempre procurar hábitos de vida saudáveis, evitando tabagismo, etilismo, tendo uma alimentação saudável, atividade física e evitando o sobrepeso. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), essas medidas conseguem reduzir o risco de câncer em até 30%. Além disso, as mulheres devem sempre procurar realizar exames periódicos, entre eles o Papanicolau.
No caso do câncer de colo uterino, a realização do Papanicolau de forma regular permite a detecção de lesões que podem, ao longo do tempo, progredir para o câncer, como explica a Dr.ª Mileide Sousa. “Estas lesões são chamadas de NIC (neoplasia intraepitelial cervical) e, se tratadas adequadamente evita-se a evolução para a forma maligna, ou seja, o câncer. Ainda segundo a especialista, é importante realizar o exame de Papanicolau após a mulher iniciar a vida sexual. “Trata-se de um exame simples e rápido que colhe células do colo do útero para análise, permitindo a detecção precoce de lesões ou alterações celulares que indiquem a presença do HPV, responsável por 99% de todos os casos de câncer de colo de útero” explica Dr.ª Mileide Sousa.
“Outra estratégia para prevenção do câncer de colo uterino é a imunização por meio da vacinação contra o vírus HPV, que é o principal fator causador deste tipo de tumor”, orienta a médica. O vírus HPV é transmitido através da atividade sexual e pode ser prevenido com o uso do preservativo e através da vacinação. Em relação à vacinação contra o HPV, a recomendação é que todas as mulheres de 9 a 45 anos e homens entre 9 e 26 anos sejam imunizados. No Brasil, a vacina está disponível na rede pública para todas as meninas entre 9 e 14 anos e para os meninos entre 11 e 14 anos.


Dr.ª Mileide Sousa
Formada pela Universidade Federal de Uberlândia, a Dr.ª Mileide Sousa é médica ginecologista e obstetra, com pós-graduação em oncologia ginecológica pelo Hospital de Câncer de Barretos. A médica possui ampla experiência na área de videolaparoscopia, com mais de 250 cirurgias realizadas. A especialista também possui estudos premiados sobre o assunto, sendo que um destes foi considerado o terceiro melhor vídeo de cirurgia videolaparoscópica do Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica e outro foi o quinto colocado como o estudo mais original do Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia, ambos em 2017. A médica possui formação de destaque, como estágio internacional na University of Texas MD Anderson Cancer Center (MDACC) – Texas, Estados Unidos, considerado um dos maiores centros em tratamento e pesquisa de câncer do mundo. Além disso, já foi professora em mais de 15 cursos de formação em videolaparoscopia no Brasil, estando em contato com os mais renomados profissionais da área, o que permite oferecer sempre o tratamento mais moderno e atual as suas pacientes.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Outubro Rosa também faz alerta sobre prevenção do câncer ginecológico
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial