terça-feira, 7 de agosto de 2018

Fundinho Festival – Jazz e Blues consolida-se em Uberlândia


Evento gratuito reuniu cerca de 14 mil pessoas na praça Clarimundo Carneiro no último fim de semana.

Quem passou pelo centro de Uberlândia no último fim de semana encontrou um cenário muito diferente do comum: espaço público sendo ocupado por milhares de pessoas que saíram de suas casas, mesmo sob ameaça de chuva, para assistirem dez shows de alto nível musical na edição do Fundinho Festival comemorativa aos 130 anos da cidade.
O Fundinho Festival é realizado pela Moinho Cultural e Aproxima Patrocínios e Incentivos, com apoio da Prefeitura de Uberlândia e patrocínio da Algar Telecom por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. E foi concebido para dar ao bairro mais tradicional da cidade um festival próprio que oportuniza à comunidade o acesso à arte e à cultura por meio de trabalhos diferenciados de artistas regionais e nacionais.
Dez bandas se apresentaram na Praça Clarimundo Carneiro na sexta-feira (03/08) e no sábado (04/08). Entre elas, músicos de Uberlândia, Uberaba, Araxá, Belo Horizonte, Goiânia e São Paulo, subiram aos palcos montados ao lado ao Museu Municipal e no Coreto.
A iluminação cênica valorizando o patrimônio cultural e a estrutura da praça de alimentação aprimorada com bastante variedade de comidas e bebidas e ainda ‘caixas volantes’ realizando a venda de tickets de alimentação em meio ao público também colaboraram para consolidar o Fundinho Festival como um evento único na cidade e que vem ganhando destaque entre os melhores festivais de Jazz e Blues do País.
A banda Blues Beatles, que está em turnê internacional, ressaltou a organização evento. “É muito difícil vermos no Brasil eventos como este para a música que está fora do circuito comercial. O Fundinho Festival me encantou: toda essa área de convivência, dois palcos alternando-se de maneira sincronizada... é fantástico. Estou sem palavras. Foi um dos melhores públicos que já tivemos. Queremos voltar”, disse Marcos Viana, vocalista da banda.
Para Daniel Ian, músico e proprietário de um bar localizado no centro da cidade, o festival é diferenciado e colabora diretamente com o setor de entretenimento. “A movimentação nos estabelecimentos do centro da cidade foi significativamente mais intensa nesse fim de semana. Seria muito bom se tivéssemos mais eventos como este pela questão cultural em si, primeiramente, mas também por toda essa movimentação econômica que o evento gera em seu entorno”, disse.

Veja detalhes do evento nas plataformas oficiais:        

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Fundinho Festival – Jazz e Blues consolida-se em Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial