sábado, 14 de julho de 2018

Saúde: é importante manter o cartão de vacina atualizado


De acordo com o Ministério da Saúde, as primeiras doses devem ser aplicadas ainda nos primeiros dias, quando são ministradas as vacinas de BCG e Hepatite B. Até os quatro anos, a criança deve receber outras imunizações, preconizadas conforme o Calendário Nacional de Vacinação. Todas são oferecidas gratuitamente.
 Na adolescência, os cuidados devem ser reforçados, principalmente em relação às duas doses contra o HPV, que são aplicadas sempre de nove a 14 anos em meninas e de 11 a 14 anos em meninos, além da meningocócica C e a pentavalente, que protege contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo B e Hepatite B.
 “Manter o cartão de vacina dos filhos em dia, com todas as doses preenchidas, é o primeiro passo para evitar que futuros jovens estejam expostos a doenças por muitos anos erradicadas no país. Por isso, é uma questão de responsabilidade social dos pais, levarem essas crianças para serem imunizadas em uma das 70 salas de vacinação do município”, afirmou Elaíze Maria Gomes de Paula, coordenadora da Vigilância em Saúde.
 No caso da poliomielite, por exemplo, são cinco doses de vacina, ministradas aos dois, quatro e seis primeiros meses, com retorno após 15 meses e uma gotinha aos quatro anos. A tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, também é tomada em duas doses na infância, a primeira com um ano e a segunda com 15 meses, quando também há um reforço contra a varicela, infecção viral altamente contagiosa que provoca a catapora.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Saúde: é importante manter o cartão de vacina atualizado
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial