sábado, 28 de julho de 2018

Pontes de Amor debate sobre referências de acolhimento em Congresso Internacional de Acolhimento Familiar



 O grupo Pontes de Amor, primeiro grupo de apoio à adoção legal e à convivência familiar e comunitária de Uberlândia, participou, nesta semana, do 2º Congresso Internacional de Acolhimento Familiar, realizado no Município de Cascavel, no Paraná. O evento foi destinado a profissionais da Vara da Infância e Juventude, conselhos tutelares, assistentes sociais, psicólogos, advogados, organizações não governamentais, estudantes e interessados na área.
Na ocasião, Sara Vargas, coordenadora do Pontes, ministrou o debate sobre referências de acolhimento familiar. "São momentos de muitos aprendizados, mas, principalmente, de muita troca. Grandes conexões são feitas e portas abertas para que possamos continuar a construção de metodologias e tecnologias sociais, que promovem os cuidados familiares adequados para crianças e adolescentes”, destaca Sara.
O congresso reuniu os principais especialistas em acolhimento familiar, do Brasil e do mundo, para debater sobre a importância desta medida protetiva, temporária e excepcional, prevista em lei pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. O acolhimento familiar é uma alternativa ao acolhimento institucional (abrigos e casas lares) para crianças e adolescentes em situação de risco social que foram afastados de suas famílias de origem por decisão judicial.
Além de diversas pessoas do segmento e relevantes no assunto, o encontro trouxe representantes internacionais de acolhimento para compartilhamento de experiências e troca de ideias. Estiveram presentes, da Espanha, a professora e pedagoga da Universidade de Barcelona, Maria Carme Montserrat Boada; o professor da Universidade de Sevilha, Jesus Palácios; de Portugal, o professor da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto, João Paulo Ferreira Delgado; da Irlanda, o professor de Serviço e Política Social do Trinity College de Dublin, Robbie Gilligan.
Além deles, também compartilharam conhecimentos e experiências o juiz auxiliar da Corregedoria do Estado do Paraná, Sergio Luiz Kreuz, juízes da Vara de Infância e Juventude de Cascavel, Fabrício Priotto Mussi; e da Vara de Uberlândia (MG), José Roberto Poiani, a doutora em psicologia e pós-doutora em saúde e desenvolvimento humano e consagrada autora de livros, Lídia Weber, e a jornalista e presidente do Instituto Geração Amanhã, Sandra Sobral.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Pontes de Amor debate sobre referências de acolhimento em Congresso Internacional de Acolhimento Familiar
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial