domingo, 1 de julho de 2018

Nas férias redobre o cuidado com documentos pessoais e cheques



 Sair de férias é bom, e melhor ainda é poder curtir os dias de folga viajando ou passeando. Complicado é quando algum pertence é roubado ou extraviado
Férias é sinônimo de descanso e sossego, mas há quem acabe relaxando demais e deixando de cuidar, como deveria, dos pertences pessoais quando sai de viagem ou mesmo para algum passeio. Quem não tem uma história para contar ou não conhece alguém que perdeu a bolsa ou a carteira com todos os documentos? E pior, há quem ainda teve os mesmos furtados. É por conta desse histórico, comum em períodos como o das férias escolares de julho, que a Boa Vista SCPC orienta sobre a importância de se redobrar a atenção e os cuidados com os pertencentes, para que esse tipo de imprevisto não prejudique este momento especial com a família ou os amigos.
Como explica Pablo Nemirovsky, superintendente de Serviços ao Consumidor da Boa Vista SCPC, quando acontece a perda ou mesmo o furto de um documento pessoal, como RG, CPF, Carteira de Motorista, Carteira de Trabalho, Passaporte, ou mesmo de cheques, é fundamental registrar um Boletim de Ocorrência (BO). Em seguida, o recomendado é acionar o “SOS Cheques e Documentos”, serviço oferecido gratuitamente pela Boa Vista SCPC no portal www.consumidorpositvo.com.br.
Para ter acesso ao “SOS Cheques e Documentos” é preciso fazer um cadastro simples e gratuito no portal Consumidor Positivo. Concluída esta etapa, no menu “Para Você” é preciso escolher a opção “Informar Documentos Roubados”, e seguir o passo a passo. A informação registrada no “SOS Cheques e Documentos” é repassada a lojistas e a concedentes de crédito, de todo o Brasil, sempre que o CPF é consultado nos produtos da Boa Vista SCPC, notificando a existência de que há algo errado com aquela documentação.
“Esse serviço é uma segurança tanto para os cidadãos quanto para as empresas, uma vez que, após se cadastrar no SOS Cheques e Documentos, um alerta é disparado pelo sistema da Boa Vista SCPC no momento em que algum credor faz a consulta do número do documento ou do cheque apresentado por quem está tentando realizar a compra. Como o SOS Cheques e Documentos repassa a informação de que tal documento foi roubado ou extraviado, o credor consegue evitar a venda a uma pessoa mal-intencionada”, detalha o superintendente de Serviços ao Consumidor da Boa Vista.
De acordo com Nemirovsky, a informação fica disponível por cinco anos para quem faz as consultas na Boa Vista SCPC. “O próprio consumidor pode fazer o pedido de exclusão a qualquer momento. Caso não o faça, o registro é expurgado do cadastro após cinco anos”, explica. Por outro lado, caso o cidadão queira continuar com o aviso de extravio do documento ou cheque após os cinco anos, recomenda-se fazer novo pedido e apresentar o Boletim de Ocorrência.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Nas férias redobre o cuidado com documentos pessoais e cheques
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial