quinta-feira, 24 de maio de 2018

Você já ouviu falar sobre o Glaucoma?


Hospital Santa Genoveva conscientiza sobre a doença que afeta, atualmente, cerca de 2% da população com mais de 40 anos em todo o mundo 

Quando falamos em cuidados com a saúde e exames preventivos, poucas pessoas se preocupam, também, com a visão. Esquecem que a consulta periódica com um oftalmologista é essencial para prevenir problemas oculares, que podem ocorrer em qualquer fase da vida. Como maneira de atrair a atenção para a saúde dos olhos, foi instituído em 26 de maio, e é comemorado anualmente desde 2002, o Dia Nacional de Enfrentamento ao Glaucoma.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 80 milhões de pessoas poderão ter glaucoma até 2020; número que crescerá para 111,5 milhões em 2040. Segundo o Portal do Ministério da Saúde, no país, existem cerca 900 mil pessoas com a doença.
Para o oftalmologista do Hospital Santa Genoveva, Adael Soares, o glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível do mundo, mesmo em países desenvolvidos. “Cerca de 50% dos portadores de glaucoma, não sabem que têm a doença. Apesar de poder se manifestar em qualquer idade, se manifesta principalmente após os 40 anos. Além disso, estudos comprovam que pessoas com parentes de primeiro grau, possuem dez vezes mais chances em desenvolver a doença”, afirma.
“Não existe diferença com relação ao sexo, no entanto, o glaucoma é mais comum em idosos, afrodescendentes, usuários de corticóide e após trauma ocular”, completa Soares.
Segundo dados da Agência Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou em 2015, que 6,2% da população brasileira possui alguma deficiência. Desse número, cerca de 3,6% tem algum tipo de deficiência visual, sendo mais comum entre as pessoas com mais de 60 anos. A OMS estima que o Brasil tenha aproximadamente 1,2 milhões de cegos, dos quais cerca de 700 mil poderiam ter essa condição evitada ou revertida, caso recebessem o tratamento adequado a tempo. Dados da OMS indicam que em 2020 existirão 75 milhões de pessoas cegas no mundo.
Adael salienta que a idade ideal para procurar o oftalmologista é a partir do nascimento, quando realizam o exame de fundo de olho, importante para descartar doenças no recém-nascido como: catarata congênita, toxoplasmose ocular, glaucoma congênito e tumores oculares. “Infelizmente a maioria dos glaucomas são assintomáticos e, apesar da doença não ter cura, conseguimos controlá-la se diagnosticada em estágios iniciais”, finaliza o médico.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Você já ouviu falar sobre o Glaucoma?
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial