quarta-feira, 30 de maio de 2018

Dia Mundial Sem Tabaco é debatido pelo Hospital Santa Genoveva


Dr Leandro Garcia - Cardiologista

 Dia 31 de maio é uma data importante para falar sobre um assunto que está em quase todas as rodas de conversa: o cigarro. Milhões de pessoas morrem todos os anos de doenças relacionadas ao cigarro. O Dia Mundial Sem Tabaco serve para conscientizar sobre os malefícios causados pelo tabagismo, uma campanha que faz parte da rotina do Hospital Santa Genoveva.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) escolheu para a campanha de 2018 o tema: “Tabaco e Doença Cardíaca”, com o intuito de alertar sobre a ligação entre o tabaco e as doenças cardiovasculares. Segundo a OMS, sete milhões de pessoas morrem em decorrência do cigarro. Deste montante, cerca de 900 mil são vítimas de fumo passivo.  De acordo com o portal do INCA – Instituto Nacional de Câncer, as doenças cardiovasculares, incluindo as vasculares cerebrais, combinadas com o tabagismo, matam cerca de 17,7 milhões de pessoas por ano.  
O cigarro contém mais de quatro mil substâncias químicas, das quais 43 são cancerígenas e, por meio delas, aumentam o risco de câncer de pulmão, boca, garganta, pâncreas, bexiga, rins, ossos e vários outros. O cigarro é responsável por pelo menos 40% de todas elas. Segundo dados do INCA, o uso do cigarro causa, em média, 50 doenças diferentes e aproximadamente 200 mil mortes por ano no Brasil, o equivalente a 23 pessoas por hora. Além dos diversos tipos de cânceres, o cigarro pode causar infarto, angina e acidente vascular cerebral (AVC).
Para o cardiologista do Hospital Santa Genoveva, Leandro Alves Garcia, o tabaco é um fator de risco estabelecido para doenças cardiovasculares, já que provoca contração dos vasos sanguíneos, altera circulação cerebral e contribui para processos de hipercoagulação. “Além dos diversos tipos de cânceres, o cigarro pode causar infarto, angina e acidente vascular cerebral (AVC). Por isso, abandonar o tabaco é uma das principais medidas que devem ser estabelecidas no tratamento e prevenção de doenças cardiovasculares”, finaliza o médico.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Dia Mundial Sem Tabaco é debatido pelo Hospital Santa Genoveva
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial