terça-feira, 24 de abril de 2018

Crianças e adolescentes devem passar por exames cardiológicos


Família deve estar atenta a qualquer alteração 

As crianças, em menor proporção, também são acometidas por problemas cardíacos. A incidência de cardiopatias congênitas varia entre 0,8% nos países mais desenvolvidos e 1,2% nos países mais pobres, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Pode ser uma porcentagem pequena, mas em números absolutos são cerca de 33.580 crianças que nascem com alguma doença cardíaca no Brasil anualmente.
É preciso se atentar a todos os detalhes quando o assunto é o seu filho. Além de acompanhar o crescimento e desenvolvimento da criança, é fundamental que os pais fiquem de olho em qualquer alteração. “Perda de apetite, inquietação incomum, nariz sangrando, febre ligeira, dores nas articulações e músculos podem ser sintomas de algum problema cardíaco”, afirma o cardiologista do Hospital Santa Clara, Dr. Denicesar Coelho de Faria.
“É possível identificar má formações congênitas, arritmia, lesões obstrutivas e doenças em que o músculo cardíaco aumenta, estas cardiopatias são as mais perigosas para quem vai praticar esporte. Para as crianças e adolescentes que tenham histórico de doença cardiovascular na família precisam passar pelo exame o quanto antes. Um eletrocardiograma bem interpretado, juntamente a uma boa consulta cardiológica pode diagnosticar mais de 90% dos problemas cardíacos e, quanto antes for diagnosticado, maior a chance de sucesso no tratamento e de que a criança ou adolescente tenha uma vida normal”, explica.
As cardiopatias congênitas podem ser percebidas durante a gestação por meio de um ultrassom morfológico e confirmadas pelo ecocardiograma fetal, ou ainda com a ajuda do teste do coraçãozinho, feito ainda na maternidade. É muito importante que a família fique atenta a todas as queixas e sintomas apresentados pela criança. Caso o médico perceba alguma alteração no exame físico, ele pode solicitar exames como:

Raio X de tórax - permite que o cardiologista tenha informações sobre o tamanho do coração e sua forma, além de ser possível visualizar o fluxo de sangue nos pulmões.
Eletrocardiograma - avalia o ritmo do coração.
Ecocardiograma (ECG) - é um ultrassom para avaliar as estruturas e a função do coração.
Ecocardiograma fetal – é um ultrassom da estrutura, função e ritmo cardíacos do bebê durante a gestação.
Holter 24 horas - é um dispositivo portátil, como um gravador, que monitora a atividade elétrica do coração em um determinado espaço de tempo, normalmente 24 horas.
Angiotomografia - é um exame de diagnóstico rápido que permite a perfeita visualização das veias e artérias do corpo, utilizando modernos equipamentos em 3D.


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Crianças e adolescentes devem passar por exames cardiológicos
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial