sexta-feira, 9 de março de 2018

Pianista uberlandense fica em 1º lugar em concurso em Nova York

Laura - Artem Bruck

A pianista uberlandense Laura Boaventura, de 32 anos, ficou em primeiro lugar na categoria piano no Classical Music Awards International Competition em Nova York. Na segunda-feira (12/03), ela viaja para Nova York para se apresentar no Weill Recital Hall do Carnegie Hall. A apresentação faz parte da premiação do concurso.
Para participar da competição músicos de todo o mundo enviaram gravações de vídeo ou áudio que mostravam suas habilidades. Laura enviou um vídeo interpretando a música Chaconne em Ré menor de Bach Busoni, o que lhe rendeu o primeiro lugar na categoria sênior.
Para Laura a premiação foi recebida com surpresa, “tanto pela abrangência do concurso, aberto a pianistas de todas as idades e nacionalidades, quanto pela oportunidade de tocar no Carnegie Hall, que é um lugar onde os principais ícones do piano se apresentaram”, disse ela.
A apresentação em Nova York será no dia 14 de março e para Laura será um sonho que se transformou em realidade depois de muito trabalho. “Tenho as melhores expectativas para a apresentação, pois é um sonho que estou realizando que contou não só com o meu esforço, mas com o apoio da minha família e dos meus professores Cristina Capparelli e Fredi Gerling, que têm sido grande fonte de inspiração para a minha carreira artística”, disse a pianista.
  
Currículo da pianista:
            Laura Boaventura iniciou seus estudos no Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli em Uberlândia aos sete anos. Realizou seu primeiro recital solo aos 13 anos no auditório da Universidade Federal de Uberlândia e recebeu uma bolsa de estudos com a pianista Araceli Chacon. No Brasil também estudou com Alla Dadaian, Daniel Tarquinio, Maria Celia Vieira e Flávio Santos e graduou-se pela UFMG na classe de Celina Szrvisnky, em 2008. Também em 2008 ingressou no Conservatório Rimsky Korsakov em São Petersburgo, na Rússia, na classe de piano solo de Nadezhda Esmond, acompanhamento de cantores de Irina Sharapova e música de câmara de Yulia Fedoseva.
 Tem se apresentado em importantes salas de concerto da Rússia como o Glazunov Hall, a Casa de Cultura da Dinamarca, o Salão Branco da Universidade Politécnica de São Petersburgo e também no conservatório Rachmaninov de Novgorod, além de ter realizado concertos na Argentina, México, Suíça, Espanha, Suécia e Finlândia.
            Em 2014 recebeu o primeiro lugar no Concurso Internacional de Música realizado na cidade de Helsinque, na Finlândia com seu duo com o cantor César Camargo. Também em 2014 recebeu o título de mestre em piano solo, música de câmara, acompanhamento de cantores e didática do piano pelo Conservatório de São Petersburgo. Atualmente é doutoranda em Práticas Interpretativas na classe da professora doutora Cristina Capparelli na UFRGS.

Sobre o concurso:
            Golden Classical Music Awards tem como objetivo descobrir artistas de personalidade excepcional e oferecer prêmios que possam ajudar a lançar carreiras internacionais.
O concurso internacional "Golden Classical Music Awards" está aberto a músicas de cordas, piano, sopro, música de câmara e vocais (piano, violino, viola, violão, contrabaixo, guitarra, flauta, oboé, clarinete, fagote, saxofone, gravador, francês), trompete, trombone, tuba, dupla de piano, piano de quatro mãos, conjuntos mistos, voz feminina e voz masculina) de todas as nacionalidades e idades. Cada disciplina é dividida em diferentes categorias de idade: jovem músico (8 anos e menos), júnior (9 a 12 anos), intermediário (13 a 15 anos), avançado (16 a 18 anos) e sênior (sem limite de idade).

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Pianista uberlandense fica em 1º lugar em concurso em Nova York
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial