quinta-feira, 8 de março de 2018

Participação de mulheres na área tecnológica aumenta nos últimos anos


Número de mulheres com registros no Crea-Minas aumentou em 38% entre 2016 e 2017. 

A presença da mulher no meio tecnológico vem crescendo nos últimos anos. Dados do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) mostram que, entre 2016 e 2017, houve um aumento de 38% no número de novos registros de profissionais mulheres no Crea-Minas, um salto de 2.986 para 4.127 novos cadastros. Nesse mesmo período, o aumento do número de homens registrados no Conselho foi de  21%. Apesar do avanço, esse acréscimo na participação feminina ainda está longe de alcançar uma igualdade entre os sexos. Dos mais de 180 mil profissionais ativos registrados até março de 2018, cerca de 12% são do grupo feminino, contabilizando 23.894 mulheres. A presença maior de mulheres é nas modalidades de civil, seguida por agronomia, mecânica e metalúrgica, e elétrica.
Para a diretora Técnica e de Fiscalização do Crea-Minas, engenheira civil e de Segurança do Trabalho Graça Lage, é preciso ainda percorrer um longo caminho para reduzir essa diferença e estimular a atuação feminina nas diversas modalidades das engenharias. “A predominância do sexo masculino no setor se deve a uma condição cultural do país, mas essa é uma situação que vem mudando. A mulher tem perfil dinâmico, sempre se posiciona com relação a seus direitos e deveres, portanto pode atuar com mérito onde quiser”, afirma Graça. 
A profissional assumiu em 2018 uma diretoria no Crea-Minas depois de um período sem representação feminina, a última diretora foi a técnica em alimentos Sheila da Silva, em 2010. No plenário da autarquia, as mulheres correspondem a 11% do número total de conselheiros. “Estar à frente da diretoria de Fiscalização, que responde pela atividade-fim do Crea-Minas, traz uma maior responsabilidade e, nesse sentido, reforça e dá visibilidade à competência da mulher. A engenharia não é um trabalho apenas braçal, é também um ato de engenhar e contribuir para o desenvolvimento da sociedade”, reforça Graça Lage.

Atuação do Crea-Minas
O Crea-Minas é uma autarquia federal que regulamenta e fiscaliza o exercício profissional da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, tanto no nível superior quanto técnico, conforme prevê a Lei Federal 5.194/1966. A função do Conselho é defender a sociedade da prática ilegal das atividades técnicas, garantindo que existam profissionais legalmente habilitados, com conhecimento e atribuições específicas, na condução dos empreendimentos da área tecnológica.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Participação de mulheres na área tecnológica aumenta nos últimos anos
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial