sábado, 24 de março de 2018

Novas empresas surgem todos os dias e é possível perceber uma participação expressiva de jovens interessados em empreender. A Pesquisa do Perfil do Jovem Empreendedor Brasileiro 2016- realizada a cada dois anos pela Conaje com jovens entre 18 e 39 anos- mostra que 59% desses jovens faturam mais do que R$ 360 mil ao ano e que suas empresas estão se tornando mais estáveis e duradouras, com 49% delas já com cinco anos ou mais de negócio. Para Neil Patel - especialista em marketing digital famoso por potencializar os lucros de gigantes como Amazon, Google e GM- existem muitos jovens que possuem ótimas ideias, mas encontram diversas dificuldades para tirá-las do papel ou mantê-las ativas após conquistar essa etapa. “É preciso transformar essa ideia em um negócio estável e de sucesso e isso não acontecerá do dia para noite”, explica o empreendedor, que começou o seu primeiro negócio quando tinha 16 anos de idade. Como empreender não é uma tarefa fácil, Patel lista algumas dicas simples que tornam possível que esse percurso seja um pouco mais fácil. Saiba quais são: Encontre seu público-alvo Muitas vezes o empreendedor, apaixonado por sua ideia, acredita que criar um negócio que resolverá seus problemas e atenderá suas necessidades, é tudo que ele precisará para obter sucesso. Mas é fundamental, antes de tudo, pesquisar se haverá público para consumir o produto desenvolvido pela empresa. “O empreendedor deve se assegurar de que há um cliente que poderá comprar ou utilizar os seus serviços. Sem isso, não há negócio que se concretize”. Valide sua ideia “Nessa etapa o empreendedor deve entender que o mais importante não será criar um produto ou desenvolver um serviço perfeito, mas sim o que atenderá da forma certa a necessidade e expectativa de seus clientes”, afirma Patel. Para isso é preciso escolher estratégias que possibilitem validar o conteúdo criado junto aos clientes e ter atenção a todos os detalhes para saber o que melhor oferecer a eles. É preciso entender a perspectiva de sua clientela em relação ao que está sendo oferecido. “Além de proporcionar uma oportunidade para o empreendedor saber se consegue dar a seus clientes o que eles querem, será possível conhecer se há alguma resistência e entender melhor o que pode ser feito para anulá-la”. Contrate ótimos parceiros “Empreendedores de sucesso possuem um ótimo time e uma rede de suporte. Nós não nos tornamos bem-sucedidos fazendo tudo sozinhos”, explica Patel que considera imprescindível contratar parceiros que tenham um bom caráter. “É mais aceitável você ensinar a um profissional de bom caráter algo que ele não saiba quanto a sua função do que decepcionar-se com um ótimo funcionário que deixa a desejar nessa questão.” Faça networking “É essencial dar e aceitar ajuda. Empreendedorismo não é uma jornada solitária”. Fazer novos contatos pode aproximar o empreendedor de alguém que possui serviços ou produtos que podem ser combinados ao seu negócio. O networking é uma estratégia permanente, considerada essencial para quem está começando e utilizada até por empresas já consolidadas no mercado. “Quanto maior a rede de contatos, maior a probabilidade de o empreendedor encontrar alguém que pode ter ideias ou contatos do qual ele precisa”. Mantenha-se em constante aprendizado O Perfil do Empreendedor Brasileiro, pesquisa realizada pelo Sebrae, mostra que 70% dos empreendedores tiveram motivação para abrir um negócio ao deparar-se com uma oportunidade. “Um empreendedor deve sempre estar atento a novas informações e criar novos conteúdos para não correr o risco de estagnar. Alguns dos maiores negócios do mundo chegaram onde estão porque foram capazes de tirar vantagem de uma tendência antes que todo mundo ficasse sabendo dela.”


Cardiologista explica como é possível reduzir estresse, estimular a produção de endorfina e melhorar a qualidade do sono, só saindo da zona de conforto 

A falta de tempo é considerada um dos principais motivos para as pessoas não praticarem algum tipo de atividade física. Com a correria do dia a dia, frequentar a academia ou praticar esportes acaba ficando de fora da rotina. No entanto, pequenos hábitos diários podem ajudar a ganhar qualidade de vida e bem estar. O especialista em Clínica Médica, Cardiologia e Arritmologia Clínica, Dr. Rafael Munerato, traz aqui algumas recomendações para sair do sedentarismo, já que causa ameaças à saúde, uma vez que é considerado um fator de risco cardiovascular.
Para ele, ir de maneira gradual é a forma mais assertiva. "A caminhada reduz estresse, estimula a produção de endorfina, além de melhorar a qualidade do sono", explica.
Formado pela Faculdade de Medicina da Santa Casa e com especialização em Arritmia Cardíaca pelo Instituto do Coração, o médico indica:

·                     Recomendação: dar no mínimo 10 mil passos por dia para beneficiar a saúde e ganhar qualidade de vida - essa quantidade equivale a aproximadamente 45 minutos de caminhada;

·                     É mais fácil do que parece: geralmente, as atividades habituais das pessoas fazem com que elas cheguem a cerca de 5 mil passos, ou seja, o esforço deve ser para completar e chegar aos 10 mil. Lembre-se: permanecer nos 5 mil, ainda será considerado como sedentário;

·                     Como?
Descer ou subir escadas ao invés de usar o elevador;
Caminhar com amigos, familiares ou pets;
Descer do ônibus antes do ponto ou parar em estacionamento mais distante;
Saia para dançar com os amigos;
E aqueles que, por conta do trabalho não conseguem caminhar, devem monitorar os passos que habitualmente fazem, além de procurar ficar em pé mais tempo que sentadas.

·                     Benefícios:
Diminui o risco de infarto e derrame;
Perda de peso - alerta: a caminhada é um aliado na perda de peso, portanto, não se iluda sobre o fato de que andar apenas 10 mil passos ajudará no emagrecimento. A união da caminhada com uma dieta - reduzindo consumo de açúcar branco e carboidrato de alto índice glicêmico - é o segredo para quem precisa perder peso de uma forma saudável;
Diminuição da porcentagem de gordura no corpo;
Diminuição de circunferência abdominal;
Aumento do HDL (colesterol bom).

·                     Aposte nos Apps: a melhor forma de contar os passos é com uso de aplicativos de celulares,smartwatches ou smartbands. Além de serem mais práticos, proporcionam uma gamificação, pois compartilham os dados e usam algoritmos para estimular o aumento dos passos;

·                     Estimule-se: Trate essas dicas como o start para uma vida mais ativa, mas não se estagne nessa etapa. Os trabalhos científicos demonstram que realizar 30 minutos de atividade física moderada 5 vezes por semana ainda é superior a atingir 10 mil passos;

·                     Restrição: quem tem alguma limitação física ou doença que cause limitação às atividades habituais deve ter orientações personalizadas sobre esta conduta. Doenças cardiopulmonares graves devem seguir orientação específica do médico.

Sobre o Dr. Rafael Munerato de Almeida:
Residência Médica em Clínica Médica pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Residência Médica em Cardiologia pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Especialização em Arritmia Cardíaca pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Membro do Conselho Administrativo da Medcel e professor, Diretor de relacionamento médico do IBES (Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde).


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Novas empresas surgem todos os dias e é possível perceber uma participação expressiva de jovens interessados em empreender. A Pesquisa do Perfil do Jovem Empreendedor Brasileiro 2016- realizada a cada dois anos pela Conaje com jovens entre 18 e 39 anos- mostra que 59% desses jovens faturam mais do que R$ 360 mil ao ano e que suas empresas estão se tornando mais estáveis e duradouras, com 49% delas já com cinco anos ou mais de negócio. Para Neil Patel - especialista em marketing digital famoso por potencializar os lucros de gigantes como Amazon, Google e GM- existem muitos jovens que possuem ótimas ideias, mas encontram diversas dificuldades para tirá-las do papel ou mantê-las ativas após conquistar essa etapa. “É preciso transformar essa ideia em um negócio estável e de sucesso e isso não acontecerá do dia para noite”, explica o empreendedor, que começou o seu primeiro negócio quando tinha 16 anos de idade. Como empreender não é uma tarefa fácil, Patel lista algumas dicas simples que tornam possível que esse percurso seja um pouco mais fácil. Saiba quais são: Encontre seu público-alvo Muitas vezes o empreendedor, apaixonado por sua ideia, acredita que criar um negócio que resolverá seus problemas e atenderá suas necessidades, é tudo que ele precisará para obter sucesso. Mas é fundamental, antes de tudo, pesquisar se haverá público para consumir o produto desenvolvido pela empresa. “O empreendedor deve se assegurar de que há um cliente que poderá comprar ou utilizar os seus serviços. Sem isso, não há negócio que se concretize”. Valide sua ideia “Nessa etapa o empreendedor deve entender que o mais importante não será criar um produto ou desenvolver um serviço perfeito, mas sim o que atenderá da forma certa a necessidade e expectativa de seus clientes”, afirma Patel. Para isso é preciso escolher estratégias que possibilitem validar o conteúdo criado junto aos clientes e ter atenção a todos os detalhes para saber o que melhor oferecer a eles. É preciso entender a perspectiva de sua clientela em relação ao que está sendo oferecido. “Além de proporcionar uma oportunidade para o empreendedor saber se consegue dar a seus clientes o que eles querem, será possível conhecer se há alguma resistência e entender melhor o que pode ser feito para anulá-la”. Contrate ótimos parceiros “Empreendedores de sucesso possuem um ótimo time e uma rede de suporte. Nós não nos tornamos bem-sucedidos fazendo tudo sozinhos”, explica Patel que considera imprescindível contratar parceiros que tenham um bom caráter. “É mais aceitável você ensinar a um profissional de bom caráter algo que ele não saiba quanto a sua função do que decepcionar-se com um ótimo funcionário que deixa a desejar nessa questão.” Faça networking “É essencial dar e aceitar ajuda. Empreendedorismo não é uma jornada solitária”. Fazer novos contatos pode aproximar o empreendedor de alguém que possui serviços ou produtos que podem ser combinados ao seu negócio. O networking é uma estratégia permanente, considerada essencial para quem está começando e utilizada até por empresas já consolidadas no mercado. “Quanto maior a rede de contatos, maior a probabilidade de o empreendedor encontrar alguém que pode ter ideias ou contatos do qual ele precisa”. Mantenha-se em constante aprendizado O Perfil do Empreendedor Brasileiro, pesquisa realizada pelo Sebrae, mostra que 70% dos empreendedores tiveram motivação para abrir um negócio ao deparar-se com uma oportunidade. “Um empreendedor deve sempre estar atento a novas informações e criar novos conteúdos para não correr o risco de estagnar. Alguns dos maiores negócios do mundo chegaram onde estão porque foram capazes de tirar vantagem de uma tendência antes que todo mundo ficasse sabendo dela.”
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial