quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Autor uberlandense lança livro na próxima semana em Uberlândia

O publicitário e músico Rudolph Parreira, de Uberlândia-MG, está debutando como escritor. Através da Giostri - editora paulistana, que hoje tem mais de 1.000 títulos publicados e autores célebres em seu metiê, como a atriz Maitê Proença e o autor de novelas globais, Silvio de Abreu -, Rudolph vai lançar seu primeiro livro de crônicas, em sua cidade natal.
Parreira, que reside no litoral paulista desde outubro de 2016, resolveu canalizar artisticamente seus dotes na escrita. O resultado não poderia ser
melhor: A ILHA DE SANTO AMARO - CRÔNICAS COTIDIANAS. O conteúdo da obra se dá em Guarujá-SP, cidade que antigamente era chamada de Ilha de Santo Amaro.
Antes mesmo da realização do lançamento no Brasil, Rudolph foi convidado a lançar esta sua primeira obra em dois países europeus, Espanha e Alemanha, no começo de 2018. A notícia deixou o autor ainda mais animado. Ele já está no meio do segundo livro.

O Autor
Rudolph Parreira é redator e roteirista publicitário desde 1992 e músico (cantor e violonista) desde 1997. Ao longo dos anos vem exercitando a escrita, em campanhas publicitárias e composições autorais. Também deu aulas em universidades do Triângulo Mineiro, onde nasceu.
Com a família, na infância, morou em várias cidades do Brasil. Adulto, tomou gosto pelas mudanças e chegou a morar na Europa - Lisboa, Portugal. Hoje vive em Guarujá-SP, onde decidiu fundir experiências de vida com vivências na cidade, na forma de crônicas, com uma pitada de humor.

Uma obra envolvente!
Em A ILHA DE SANTO AMARO - CRÔNICAS COTIDIANAS, Rudolph Parreira descortina de um jeito leve, cativante e generoso para os leitores uma série de vivências imaginárias, divertidas, com personagens que se dividem entre fictícios e factuais, em tramas trançadas inteligentemente. Pequenas estórias ambientadas em diferentes pontos geográficos da ilha (trata-se de
Guarujá-SP, que no passado era chamada de Ilha de Santo Amaro) abordam, de forma bem-humorada, temas como política, música profissões, relações familiares, afetivas e de amizade, lendas urbanas, religião, sexo e propaganda, entre outros. Esta obra vai prender sua atenção, com uma continuidade peculiar e instigante em suas linhas.

Características autorais de Rudolph e seu primeiro livro
O conjunto de crônicas é muito espirituoso e cômico. O autor consegue nos transportar para a ilha, junto aos seus moradores, e acompanhamos seu cotidiano e sua visão a respeito do país e da cidade onde mora. Em alguns momentos, é como se estivéssemos lá, no bar Bebemus, acompanhando a briga dos cachorros ou o *arraiá*. O tom humorístico é bastante presente, e as situações nos fazem rir justamente por serem cotidianas. O tom do narrador é bastante brasileiro, e as diferenças entre as personagens, denotadas, muitas vezes, pelos sotaques, tornam o livro muito leve de se ler. É o retrato de uma típica cidade brasileira, com seu cotidiano permeado pela pluralidade religiosa nacional, por amizades e conflitos, por brigas entre cachorros, entre marido e mulher, tudo em um mesmo lugar.

Dados do lançamento:
Livro: A ILHA DE SANTO AMARO - CRÔNICAS COTIDIANAS
Data: 15/dez (sexta)
Local: Livraria Saraiva, no Center Shopping

Horário: 19h

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Autor uberlandense lança livro na próxima semana em Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial