segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Esgotamento físico e mental pode trazer problemas cardíacos

Atualmente, vivemos um período onde o esgotamento físico e mental, a ansiedade e as crises de estresse e depressão são os diagnósticos mais frequentes encontrados na população em geral. De acordo com o cardiologista, Dr. Rodrigo Penha, estas alterações, principalmente o estresse mental, são consideradas fatores de risco para as doenças cardiovasculares. “O estresse físico e mental pode atuar de duas maneiras no organismo. Primeiro simulando um problema cardíaco grave, por exemplo, uma síndrome de estresse que pode levar a pessoa a procurar um pronto socorro com dor no peito. Imaginando ter um problema cardíaco, ele vai ser submetido a vários exames, na tentativa de diagnosticar este problema. Em segundo plano, o estresse como fator de risco pode levar a uma fragilidade do endotélio (camada que reveste as artérias coronárias) e levar uma formação de um trombo, levando ao infarto e podendo provocar até a morte. Então, o esgotamento físico e mental como fator de risco pode sim provocar uma doença cardíaca”, explica o especialista. 
 Como identificar os sintomas do esgotamento físico e mental
- falha na memória
- cansaço persistente
- dificuldade de concentração
- insônia ou excesso de sono
- irritabilidade e choro fácil
- desânimo e falta de prazer nas coisas
- problemas estomacais
- palpitações cardíacas
- redução do desejo sexual
- desmotivação
- dores musculares pelo corpo
- sono não reparador
O corpo avisa quando está no seu limite. É preciso estar atento aos sinais para, então, evitar problemas mais graves. Ao perceber alguns destes sintomas é recomendado parar e procurar ajuda. Apoio familiar e de profissionais para tentar solucionar o problema é fundamental. É preciso identificar os motivos que levam ao estresse físico e mental para tentar resolver o problema.
Existem várias maneiras de evitar o estresse e todas elas vão depender da mudança de comportamento do indivíduo. “O médico pode abrir mão de medicamentos controlados e indicar tratamento psicológico, como sessões de psicoterapia, atividades físicas e outras atividades que ajudam a aliviar o estresse. Por consequência disto, as doenças cardiovasculares também são prevenidas”, finaliza o cardiologista.


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Esgotamento físico e mental pode trazer problemas cardíacos
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial