quarta-feira, 8 de novembro de 2017

60 mil novos casos de câncer de próstata são registrados por ano



Câncer de próstata é a segunda doença que mais mata homens no país
Novembro é o mês de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico do câncer de próstata. Os dados da mortalidade do Instituto Nacional do Câncer – Inca, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata. A próstata é uma glândula masculina que fica abaixo da bexiga, na frente do reto, envolvendo a uretra. A função dela é produzir o líquido prostático, que faz parte do líquido seminal e a sua função é nutrir os espermatozoides.
O câncer de próstata é o tumor maligno da próstata. Ele ocorre quando as células prostáticas sofrem mutações e começam a se multiplicar sem controle.  Esta doença é a segunda causa mais comum de morte entre os homens.
Ainda com informações do Inca, no ano passado foram diagnosticados mais de 60 mil novos casos da doença no Brasil – que registrou quase 14 mil mortes. “No Brasil, quando se exclui os tumores cutâneos, o câncer de próstata é a principal neoplasia entre os homens. Ela corresponde a, aproximadamente, 28% de todos os diagnósticos de câncer no nosso país”, afirma o urologista do Hospital Santa Clara, Dr. Rafael Soares Fogaça de Aguiar.
É importante entender que o câncer de próstata, em fases iniciais, é assintomático, ou seja, sem sintomas. Os sintomas iniciais são relacionados ao trato urinário inferior. Neste caso, o paciente começa a urinar mais durante o dia, começa a acordar a noite para urinar, tem dificuldade (jato fraco) e dor para urinar, pode apresentar sangue na urina, pode ter incontinência urinária, sintomas relacionados à ejaculação. Por exemplo, sangue no esperma e, em casos mais avançados, pode acontecer dor óssea, principalmente na coluna, nas costelas e na bacia, cansaço por anemia, fraqueza e inchaço nas pernas e inchaço também na bolsa escrotal.
  
Fatores de risco
Os fatores de risco para o câncer de próstata estão relacionados à idade. Esta doença é mais comum a partir de 50 anos de idade. Cerca de ¾ dos casos de câncer de próstata são em pacientes acima de 62 anos. Outro fator está relacionado à raça, os pacientes negros têm mais chances de ter câncer de próstata, outro fator é a predisposição genética. “Sabe-se que os pacientes que têm um familiar de primeiro grau que teve o câncer de próstata eles têm de 3 a 4 vezes mais chances de ter um câncer de próstata”, afirma.

Prevenção
A prevenção do câncer da próstata é feita através do exame periódico de rotina. Recomenda-se fazer o PSA (antígeno prostático específico) e o exame de toque retal anualmente em todos os pacientes acima de 45 anos e, naqueles pacientes que têm algum fator de risco, acima de 40 anos. Além disso, podemos orientar fatores de melhora de qualidade de vida. Como manter uma dieta saudável, fazer atividade física regular, diminuir o consumo de álcool e de cigarro.
“O câncer de próstata tem um comportamento muito variado. Alguns desses crescem de maneira lenta, e outros crescem muito rápido, se espalhando para outros órgãos. Assim, é importante levar em consideração a característica biológica do tumor, o seu grau de agressividade, o tamanho do tumor e o seu estado”, diz o urologista.
Esta doença tem 90% de chances de cura nos casos iniciais. “As mulheres têm o costume de se cuidar mais e de fazerem seus exames periódicos de rotina. Então, elas podem estimular os seus maridos a adotarem cada vez mais hábitos saudáveis de vida, mostrando a importância de se fazer o exame da próstata, diminuindo o seu preconceito e ajudando aos médicos a fazerem diagnósticos cada vez mais precoces e com índices de cura melhor”, finaliza Dr. Rafael Fogaça.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

60 mil novos casos de câncer de próstata são registrados por ano
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial