segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Uberlândia sedia V Prêmio Região do Cerrado Mineiro

Pelo 5º ano consecutivo os melhores cafés da Região do Cerrado Mineiro serão conhecidos e premiados através do “Prêmio Região do Cerrado Mineiro”, promovido pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado. A plataforma já se tornou tradicional no calendário dos produtores da Região, que já iniciam a safra buscando seus melhores lotes.
A cerimônia de premiação com a revelação de quem são os melhores produtores da safra 2017/2018 acontece no dia 10 de novembro no Palácio de Cristal, em Uberlândia. O evento exclusivo para convidados reúne produtores, compradores, importadores, exportadores e imprensa em um evento que já se tornou tradicional na Região.
Para a edição de 2017 as modalidades de comercialização dos lotes serão mantidas a exemplo da edição passada, em que o leilão dos 50 melhores lotes foi um grande sucesso com a venda de todos os lotes ofertados, ultrapassando R$1 milhão. Os três primeiros colocados de cada categoria, natural e cereja descascado terão ainda, a venda garantida de lote de 20 sacas para empresas parceiras da Região como cafeterias, torrefações e micro torrefações principalmente voltadas para o mercado interno.
O processo de seleção muda um pouco para a edição deste ano. Na primeira serão selecionados os 50 melhores cafés enviados, divididos na categoria natural e cereja descascado. Os lotes classificados serão depositados nos armazéns credenciados à Federação dos Cafeicultores do Cerrado, conferidos e só então passarão para a segunda fase de provas, essa sim, dará o ranqueamento final dos cafés.  Além disso, a fase ético e rastreável que avalia a maneira de produzir o café, que deve ser sustentável e que compartilhe valor para toda a Região está mantida e também tem peso na colocação final, sendo a terceira e última fase de avaliação.

Premiação e valores
Os lotes são fixos em 20 sacas para ambas as categorias. Porém os três primeiros lugares de cada uma delas terão o lote divido. Serão 14 sacas vendidas pela modalidade “Parcerias Sustentáveis”, que é a venda antecipada dos lotes e 6 sacas serão levadas ao leilão com preço mínimo igual ao vendido na modalidade de venda antecipada. 
O primeiro lugar de cada categoria recebe R$1.980,00 por saca; o segundo R$1.540,00 e o terceiro recebe R$1.320,00; perfazendo os totais de R$39.600,00; R$30.800,00 e R$26.400,00 pelos lotes de 20 sacas.

Os demais lotes classificados entre 4º 30º na categoria natural e do 4º ao 20º na categoria cereja descascado serão levados a leilão, os lances serão superiores ao preço de mercado, e serão conhecidos com antecedência de 30 dias ao evento de premiação.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Uberlândia sedia V Prêmio Região do Cerrado Mineiro
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial