segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Cargill abre vagas para Programas de Estágios Ensino Superior e Nível Técnico



Novo processo de seleção amplia diversidade na empresa e traz mais oportunidades para estudantes
 

A Cargill está com 43 vagas abertas para o Programa de Estágio 2017, sendo 18 para estudantes do Ensino Superior e 27 para Nível Técnico.
Os interessados no Programa de Estágio de Ensino Superior devem ter formação prevista para o período de julho de 2018 a dezembro de 2019, nas áreas de Administração, Comércio Exterior, Contabilidade, Direito, Economia, Engenharias e Psicologia. As vagas são para trabalhar nas unidades de Ilhéus (BA), Goiânia (GO), Castro (PR), Uberlândia (MG), Mairinque (SP) e São Paulo (SP). O valor da bolsa auxílio varia de acordo com o período e a região e a empresa oferece assistência médica e odontológica, seguro de vida, vale alimentação ou refeitório no local e auxílio transporte. As inscrições ficam abertas até o dia 6 de novembro pelo site www.novostalentoscargill.com.br
Para o preenchimento das vagas de Nível Técnico, a Cargill fechou parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). São oportunidades para estudantes de cursos técnicos em Alimentos, Elétrica, Eletrônica, Eletromecânica, Química, Mecânica, Segurança do Trabalho, Meio Ambiente residentes de Primavera do Leste (MT), Paranaguá (PR), Ponta Grossa (PR), Porto Velho (RO), Barreiras (BA), Santarém (PA), Uberlândia (MG), Goiânia (GO) e Mairinque (SP). Os candidatos podem realizar seus cadastros por meio do site www.vagas.com.br até dia 31/10. O valor da bolsa auxílio varia de acordo com o período e a região e a empresa oferece assistência médica e odontológica, seguro de vida, vale alimentação ou refeitório no local e auxílio transporte.

Cargill muda processo de estágio em prol da diversidade
No último ciclo do Programa de Estágio, a Cargill empregou diversas mudanças em seu processo seletivo. Com o objetivo de ter uma maior diversidade entre os estagiários, em linha com as diretrizes locais e globais, foi possível a contratação de 40,1% de mulheres e 15% de estudantes de faculdades com classificação inferior a cinco ou quatro estrelas, segundo avaliação do MEC.
Para isso, ficou definido que os candidatos não poderiam apontar onde estudam nos currículos nem para os recrutadores durante a entrevista final. Isso fez com que fosse possível promover uma independência em relação ao aluno e a reputação das universidades. Com isso, os recrutadores puderam focar nas habilidades apresentadas pelo estudante. "Queremos trazer uma nova personalidade para o corpo de funcionários da Cargill e, por meio dessas mudanças, acreditamos que ficará mais fácil buscarmos profissionais que tenham as habilidades e competências que vão ao encontro da filosofia e da cultura da Cargill", afirma Daniella Camara, gerente de Talent Acquisition da Cargill no Brasil.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Cargill abre vagas para Programas de Estágios Ensino Superior e Nível Técnico
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial