segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Dores frequentes no joelho podem indicar artrose



As cartilagens são tecidos muito lisos e deslizantes que compõem as articulações. Esse tecido é encontrado na ponta dos ossos para reduzir o atrito entre um osso e outro durante os movimentos. Existe uma doença degenerativa chamada artrose, que é o desgaste ou até mesmo a perda total das cartilagens das articulações do corpo. Esse processo é progressivo podendo, então, piorar com o decorrer do tempo.
Um dos principais sintomas da artrose é a dor, que pode acontecer durante ou após as atividades e movimentos. Com o agravamento da doença, a dor pode estar presente até quando o indivíduo está em repouso. De acordo com o ortopedista do Hospital Santa Clara, Dr. Gustavo Gontijo Domingos, a pessoa com artrose também pode ter inchaço, estalos e travamento nas articulações.  A parte da população mais atingida pela doença são os idosos, mas isso não quer dizer também que jovens não possam ter.  “Em casos de lesões graves como fraturas, lesões ligamentares, ou mesmo decorrentes de alguma outra doença que pode predispor a lesão da cartilagem há chances de ocorrer a artrose na população jovem”, afirma Dr. Gustavo. Lesões nos ligamentos, fraturas e doenças reumatológicas podem gerar um desgaste das cartilagens mais cedo que o esperado, provocando a artrose precocemente.
O sobrepeso não é o único fator causador e nem de piora deste problema, porém, a carga excessiva em cima das articulações do joelho por muito tempo pode acelerar esse processo se a pessoa já tem alguma lesão de cartilagem. 
O diagnóstico da artrose é feito através de radiografias simples e, em alguns casos, também é necessário a ressonância magnética. De acordo com o ortopedista, o tratamento inicial busca o controle da dor e a readequação do peso e musculatura do paciente. Fisioterapia e atividades físicas são bem vindas, sempre bem orientadas pelo profissional da área. Além de medicações chamadas condroprotetoras, analgésicos e anti-inflamatórios, em alguns casos é necessário aplicar na articulação um medicamento que funciona como lubrificante e dá uma sensação de melhora momentânea nos movimentos. Para os casos mais graves, são indicadas cirurgias para alinhamento de membros e colocação de próteses articulares.
“Podem existir complicações nas cirurgias para artrose, principalmente, porque a maioria dos pacientes que são submetidos às cirurgias são idosos; então temos que ter um cuidado redobrado em indicá-la e no acompanhamento pré e pós-operatório desses pacientes”, afirma Dr. Gustavo. Felizmente, os casos de complicações em cirurgias desse tipo são minoria.
Artrose é uma doença degenerativa progressiva e com o evoluir dos sintomas ela pode gerar incapacidade no idoso. “Esse idoso pode estar com a cabeça boa, com o coração bom e os joelhos não ajudam, não levam ele onde ele quer”, esclarece o médico. Ainda não se sabe de uma cura definitiva para a artrose, mas é uma doença que pode ser controlada para garantir melhoria na qualidade de vida do paciente e, principalmente, a diminuição dos sintomas.
“Dor é um sinal de alerta. Se as manobras usuais para a melhora daquela dor na sua articulação do joelho não forem suficientes para melhorar procure o seu ortopedista. Pode ter alguma coisa errada no joelho e o médico pode te ajudar”, orienta Dr. Gustavo.


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Dores frequentes no joelho podem indicar artrose
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial