sexta-feira, 28 de julho de 2017

Amamentação: um bem para a mãe e o bebê

Uma das preocupações das gestantes é, com certeza, em relação à amamentação. Durante a gravidez há toda uma preparação para a mulher conseguir dar de mamar nos primeiros minutos de vida da criança. O leite materno é recomendado para os bebês até, no mínimo, seis meses. Além de trazer inúmeros benefícios para o filho, a amamentação também traz vantagens para as mamães.
De acordo com a pediatra do Hospital Santa Clara, Dra. Luana Pécora Ribeiro, o leite materno tem em sua composição a quantidade ideal de proteínas, vitaminas e ferro, sem mencionar os anticorpos maternos, que protegem os bebês de várias doenças no início da vida. “O leite deve ser o único alimento da criança até os seis meses, depois disso deve-se introduzir outros alimentos (saudáveis) e manter o aleitamento, até os dois anos de idade ou mais, segundo as recomendações do Ministério da Saúde”, afirma a médica.
Ainda de acordo com Dr. Luana, para as mães, existem inúmeras vantagens em amamentar. “Diminui o sangramento pós-parto, ajuda na recuperação do peso anterior à gestação e ainda é criado um vínculo entre a mãe e o bebê, estimulando o desenvolvimento neuropsicomotor”, afirma a pediatra.
Conforme dados do Ministério da Saúde, no Brasil, 41% das mães já mantém a amamentação exclusiva até os seis meses de vida da criança, o dobro das taxas registradas nos Estados Unidos, Reino Unido e na China. Se a mãe estiver com dificuldades em amamentar, deve procurar o pediatra e grupos de apoio, além do banco de leite humano, que fica no Campus Umuarama da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Caso não obtenha sucesso, existem fórmulas específicas que se assemelham ao leite materno.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Amamentação: um bem para a mãe e o bebê
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial