quinta-feira, 1 de junho de 2017

Aciub lamenta aumento de tributos aprovado pelos deputados de Minas Gerais no Dia Nacional Contra Impostos

Os moradores de Minas Gerais tiveram uma triste notícia neste ‘Dia Nacional Contra Impostos’, quando a maioria dos deputados estaduais aprovou o aumento da alíquota de ICMS para itens como a gasolina e o álcool, além das compras de produtos importados pela internet e ampliação da alíquota do IPVA para caminhonetes de cabine dupla ou simples estendida. Para a Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub), essa medida afetará diretamente os empresários e a sociedade como um todo, ainda mais em um momento de turbulências em que o que se espera é a redução de gastos e não o aumento de tributos.
O Projeto de Lei nº 3397/2016, aprovado na manhã de hoje (1/06), foi encaminhado à Assembleia pelo governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. Para o presidente da Aciub, Fábio Pergher, a aprovação desse projeto penaliza a população. “Recebemos com indignação a notícia da aprovação desse projeto que irá afetar diretamente a todos. O que gostaríamos de ver é a máquina pública passando por uma redução de gastos com foco no almejado aumento de receitas para o Estado, mas a solução que encontram está sempre focada no aumento da carga tributária. Este tipo de ação penaliza as empresas, que geram empregos e oportunidades, e os consumidores, que são afetados diretamente com estes aumentos. Reforçamos que a bandeira da Aciub é contra qualquer aumento tributário e vamos continuar trabalhando para defender não apenas a classe empresarial, mas toda a sociedade, e esperamos que os deputados entendam a necessidade de discutir melhor estas medidas com a cadeia produtiva e toda a sociedade”, destacou o presidente.

De acordo com o texto aprovado pelos deputados mineiros, serão aumentadas as alíquotas do ICMS sobre a gasolina (de 29% para 31%); o álcool (de 14% para 16%); o solvente destinado à industrialização (18% para 31%) ou a outros fins (25% para 31%); e compras pela internet de produtos importados (18% para 25%).  O projeto também prevê o aumento de alíquota do IPVA de 3% para 4% para caminhonetes de cabine dupla ou simples estendida. Ainda com foco na ampliação das receitas, este projeto cria condições para facilitar o pagamento de dívidas tributárias.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Aciub lamenta aumento de tributos aprovado pelos deputados de Minas Gerais no Dia Nacional Contra Impostos
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial