quarta-feira, 31 de maio de 2017

Uberlândia-MG ganha destaque no Smart City Business America

A i9 Uberlândia – Associação das Empresas de Inovação e Tecnologia -  levou o nome da cidade ao evento que focou o desenvolvimento de cidades inteligentes.​​ 
Presidente da i9, Benedito Silva com o troféu em reconhecimento ao trabalho desenvolvimento pela i9 com o cantor Léo Chaves

A cidade de Uberlândia-MG teve representatividade na 5ª edição do Congresso & Expo Smart City Business America promovida pelo instituto Smart City Business America, entre os dias 22 e 24 de maio, em Curitiba-PR.
Mais de três mil pessoas ultra qualificadas, criativas e interessadas em “fazer acontecer” na prática a inovação e a transformação das cidades participaram do evento que marcou uma discussão visionária sobre a evolução das cidades. Prefeitos, secretários municipais, CEOs, presidentes de grandes empresas, pesquisadores e especialistas debateram sobre soluções inteligentes para o desenvolvimento dos municípios.
Uberlândia esteve representada pelo presidente da i9 – Associação das Empresas de Inovação e Tecnologia sem fins lucrativos, que tem o objetivo de desenvolver o ecossistema de inovação e tecnologia do Triângulo Mineiro -, Benedito Silva Filho.  A entidade foi premiada por fomentar o ecossistema em Minas Gerais.
“A i9 tem a missão de apoiar a inovação e o empreendedorismo, fortalecendo o ecossistema e oferecendo uma gama de serviços, missões, eventos e incentivos para que as empresas cresçam e se tornem cada vez mais competitivas, reduzam seus custos, gerem empregos qualificados e colaborem para o desenvolvimento sustentável da cidade de Uberlândia e região. Em 2016, foram mais de 20 eventos de networking como happy hours, café da manhã, talks e painéis, palestras, destaque para hackathons realizados em parcerias com o setor privado, o Startup Weekend que movimentou mais de 300 participantes e apresentou ao mercado mais 10 startups”, comenta Benedito Silva.
Tornar as cidades inteligentes é a missão do Smart City Business America. Em vez de se investir em soluções caras, a adoção de princípios de cidades inteligentes pode aproveitar a infraestrutura já existente para solucionar questões urbanas, estratégias simples poderiam tornar as cidades brasileiras mais funcionais, baratas e atraentes, as tecnologias digitais podem melhorar serviços de qualquer natureza, como iluminação de ruas, gestão do trânsito, estacionamentos e coleta de lixo, etc. “É possível economizar dinheiro ao tornar as operações públicas muito mais eficientes”, conclui Benedito Silva.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Uberlândia-MG ganha destaque no Smart City Business America
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial