sexta-feira, 19 de maio de 2017

Negócios inovadores: com microfranquia de tecnologia, empresários deixam a crise para trás e faturam mais de R$ 6 mil por mês



 Em um país onde 60% da população está conectada à internet, é praticamente impossível fazer um negócio dar certo se a marca e a empresa estiverem offline. No Brasil, a web conecta 118 milhões de pessoas e cria inúmeras oportunidades de negócios.
As microfranquias de tecnologia são exemplos dessas oportunidades que têm ajudado muitas pessoas a deixar a crise de 2016 (com sua recessão e desemprego) para trás.
Vendedor de veículos de luxo em São Paulo há mais de 15 anos, André Magalhães, 43 anos, sentiu os efeitos da crise e começou a procurar alternativas para sua vida profissional. Acompanhando o crescimento do mundo digital, pesquisou o mercado e se interessou por uma microfranquia de tecnologia do Mato Grosso do Sul, a Superbiz.
“Encontrei um produto bom de vender e uma metodologia interessante que define bem as responsabilidades entre franqueadora e franqueado. Com esse modelo de gestão eu posso me preocupar em fazer o que sei de melhor: vender”, comenta Magalhães, que destaca outra vantagem: “não existe custo operacional, apenas um valor mensal para marketing”, explica.
Com investimento inicial de R$ 4.500,00, Magalhães conta com a estrutura para vender Sites Inteligentes, disponibilizados em regime de locação. Enquanto ele vende, a equipe da franqueadora faz a criação do layout e da programação do site, cria e-mails personalizados e dá manutenção e suporte com inserção de conteúdo. O retorno rápido - entre quatro e nove meses - pode ser de até R$ 6.950,00 por mês no primeiro ano.
Kenneth Corrêa, diretor do Grupo WTW, do qual a Superbiz faz parte, explica que o modelo de negócio centraliza a produção, o suporte e o setor financeiro na matriz, em Campo Grande (MS), mas tem capacidade para atender clientes do país inteiro.
"O franqueado não necessita de nenhum conhecimento específico sobre a área de programação ou desenvolvimento de sites, ficando livre para focar na área comercial, gerencial e de networking de seu negócio. Além disso, como o formato não exige um ponto comercial convencional, o franqueado não terá gastos com despesas fixas, como aluguel, contas de água e energia, e poderá fazer seu próprio horário de trabalho", ressalta Kenneth.

Microfranquias
Responsáveis por grande parte do crescimento do segmento de franquias (que chegou a 7,9% no primeiro semestre de 2016), as microfranquias já representam 14% das marcas franqueadoras, ou seja, das 2.942 redes franqueadoras que atualmente operam no mercado brasileiro, 433 são microfranquias. 
Para Claudio Tiegui, diretor de inteligência de mercado da ABF (Associação Brasileira de Franchising), o segmento tem atraído mais gente porque quem quer se tornar empreendedor, muitas vezes, tem receio de começar do zero ou perder o investimento
“As franquias têm modelo de negócio já testados e processos definidos, por isso o risco é bem menor. As microfranquias são a solução para quem quer aproveitar essas vantagens, mas tem um valor menor disponível para investir”, explica Tiegui.

Sobre a Superbiz
Com onze anos de história e mais de 1.500 sites produzidos, a Superbiz é especialista na criação e hospedagem de sites, destaca-se no mercado oferecendo aos seus clientes soluções eficazes e inteligentes, sempre prezando pela qualidade do atendimento. Junto com a Gestão Ativa, 8020 MKT e Compet, forma o Grupo WTW.
Se você tem o perfil e interesse em se tornar um Franqueado Superbiz, acesse www.superbiz.com.br, envie um e-mail para franquias@superbiz.com.br ou entre em contato pelo telefone (11) 2626-2427.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Negócios inovadores: com microfranquia de tecnologia, empresários deixam a crise para trás e faturam mais de R$ 6 mil por mês
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial