sexta-feira, 5 de maio de 2017

Endometriose é a principal causa de infertilidade no Brasil

A doença exige cuidados, mas alguns tratamentos podem reverter o quadro 
De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE), de 10 a 15% das mulheres em idade reprodutiva sofrem com endometriose – cerca de 6 milhões de brasileiras –, doença considerada a principal causa de infertilidade na população feminina. Segundo a ginecologista do Hospital Santa Clara, Dra. Adriana Martins Boareto, esse problema se desenvolve em razão do crescimento de tecido endometrial, que fica na parte interna do útero. “Esse tecido pode crescer nos ovários, nas paredes pélvicas ou em outros órgãos. Uma vez fora do útero, ele tem a capacidade de se proliferar, aumentando a quantidade de células e o tamanho das lesões de endometriose”, explica a médica.
As mulheres que tem essa enfermidade convivem com dores pélvicas constantes e outros sintomas que exigem cuidados. A ginecologista aponta que “o aparecimento desse tecido [endometrial] leva a inflamação, que origina cólicas intensas, dor para evacuar e urinar, diarreia no período menstrual e causa infertilidade”. Muitas pessoas acreditam que a endometriose tem relação com o câncer de ovário, já que alguns sintomas podem ser parecidos. Entretanto, Adriana afirma que não existe nenhuma evidência científica de que essa doença seja um fator de risco para o aparecimento de células cancerígenas.
Os motivos da endometriose levar a infertilidade podem ser variados: distorção anatômica – as trompas ficam obstruídas, o que impede o encontro do óvulo com o espermatozoide –, desordens ovulatorias e alterações foliculares e embrionárias. Segundo a SBE, de 50 a 70% das mulheres com a doença são inférteis, enquanto cerca de 40% das mulheres com infertilidade tem endometriose.

De acordo com a ginecologista, após o diagnóstico médico, essa enfermidade pode ser tratada com uma cirurgia chamada laparoscopia, que consiste na retirada das lesões. “Depois da operação, há diminuição ou desaparecimento da dor e retorno a fertilidade em grande parte das mulheres”, explica Adriana. Entretanto, em algumas situações a cirurgia não é indicada. O tratamento de endometriose também é feito com medicações e hábitos simples que melhorem a qualidade de vida da paciente, como exercícios físicos e alimentação saudável.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Endometriose é a principal causa de infertilidade no Brasil
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial