terça-feira, 23 de maio de 2017

Dia de Combate ao Glaucoma: doença é a maior causa de cegueira irreversível no Brasil

Dia de Combate ao Glaucoma: doença é a maior causa de cegueira irreversível no Brasil 

No dia 26 de maio é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. De acordo com um levantamento da OMS (Organização Mundial da Saúde), 1 a 2% da população mundial apresenta algum tipo da doença. Além disso, esta é considerada a principal causa de cegueira irreversível no Brasil e no mundo. O que nem todos sabem é que muitas dessas situações poderiam ser evitadas.
De acordo com o oftalmologista especialista em glaucoma e catarata do HCO (Centro Completo de Oftalmologia), Dr. Fauze Abdulmassih, o diagnóstico precoce é o melhor caminho para evitar consequências graves e irreversíveis decorrentes do glaucoma.
“A catarata é a principal causa da cegueira no país, mas é reversível, o que não é o caso do glaucoma. Estima-se que 50% da população que tem a doença ainda nem tem conhecimento disso, por ser um problema silencioso. As lesões são irreversíveis e quando causam baixa da visão, é porque a doença já está em um estágio muito avançado”, explica o oftalmologista, que reitera acerca da importância dos exames de prevenção. 

Como saber se tenho glaucoma?
O glaucoma é causado principalmente pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico, que carrega as informações visuais recebidos pelo olho até o cérebro, comprometendo assim a visão. Apesar de desempenhar um papel importante, a herança genética não é o principal fator responsável para que alguém contraia a doença. Na maioria dos casos, a incidência acontece de maneira esporádica. Por isso, as consultas com o especialista são fundamentais.

Tratamento gradativo
O tratamento do glaucoma é feito gradativamente conforme a gravidade apresentada durante as consultas. Após o diagnóstico, são utilizados procedimentos simples, em que o paciente é tratado inicialmente à base de colírios e uma modalidade de laser. Caso ainda assim não seja eficaz, o oftalmologista recorre a um passo mais sofisticado com a intervenção cirúrgica em busca do controle da doença. Quanto mais rápida a detecção, maiores as chances de um resultado melhor.
“Trata-se de uma doença que pode levar anos para levar a cegueira, mas é preciso estar atento, pois o tratamento em estágios iniciais é mais eficaz e o diagnóstico é feito no consultório durante as consultas de rotina”, completa.

Prevenção é o melhor remédio
Com base nos dados da OMS, estima-se que 80 milhões de pessoas contraiam o glaucoma até o ano de 2020 no mundo. Não bastasse isso, dois em cada três casos de cegueira decorrentes de alguma deficiência visual poderiam ser evitados se as pessoas consultassem regularmente um médico oftalmologista, como alerta o Dr. Fauze Abdulmassih.

“Quando se trata do glaucoma, em especial, não há como não falar sobre a prevenção. Estamos falando de uma doença que metade da população tem e não sabe. A incidência aumenta bastante após os 40 anos e, a partir desta idade, já é indicado a realização de exames periódicos no mínimo anuais”, afirma.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Dia de Combate ao Glaucoma: doença é a maior causa de cegueira irreversível no Brasil
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial