quarta-feira, 5 de abril de 2017

Minas Trend ganha apoio do Governo e confirma sua importância para a indústria da moda mineira

Em sua 20ª edição e após uma década movimentando a cadeia de negócios da moda mineira, o Minas Trend ganha, a partir deste ano, apoio do Governo de Minas, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). O convênio selando a parceria entre o Sistema FIEMG/SESI (idealizador e realizador do evento) e a Codemig foi assinado pelo governador, Fernando Pimentel, o presidente da FIEMG, Olavo Machado Junior, e o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, em solenidade que marcou a abertura do Salão de Negócios no dia 4/04, no Expominas.
“O apoio vem ao encontro de uma das prioridades do governo de estimular a economia criativa, atividade que pode impulsionar o crescimento não só de Minas, mas de todo o país neste momento de crise”, afirmou o governador Fernando Pimentel. O convênio prevê investimentos totais de R$ 3,67 milhões pela Codemig em quatro edições do evento, distribuídos em cerca de R$ 900 mil para cada edição. “Trata-se de uma demonstração concreta do compromisso de apoiar a indústria de moda”, ressaltou o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco. Além do aporte financeiro, a Codemig apoia o Minas Trend com ações como o fomento à participação de pequenos empresários em estandes coletivos e a realização do Prêmio Empresa Tendência, que garante aos três primeiros colocados estandes próprios na edição seguinte do evento.
Para o presidente da FIEMG, Olavo Machado Junior, o apoio do governo é uma conquista há muito tempo pleiteada pela entidade, que investe cerca de R$ 6 milhões em cada edição do Minas Trend, com recursos próprios, provenientes de ações específicas e de parcerias com entidades e empresas. “Um evento que chega a dez anos consecutivos tem razão de acontecer. Nosso foco é gerar negócio para as empresas e estimular a cadeia produtiva da moda, objetivo que vem sendo alcançado com sucesso, com crescimento e reconhecimento de muitas marcas mineiras no mercado nacional e mundial”, reforçou.
Segundo Machado Junior, o evento evoluiu de 160 estandes, em sua primeira edição, para aproximadamente 250, atualmente. “Um levantamento informal aponta que os expositores vendem, em média, de 60% a 70% de sua produção durante as duas edições anuais do Minas Trend”, frisou. O presidente da FIEMG acredita que a iniciativa de apoio do governo pode ajudar a incrementar a participação de empresas de outros estados. Hoje, cerca de 60% da feira ainda é composta por indústrias mineiras. “O Estado pode contribuir na atração de empresas de outras regiões do país, dando mais visibilidade para as marcas de Minas e contribuindo para a geração de negócios”, concluiu.
"O Minas Trend está completando 10 anos de bons negócios. É um dos principais salões de negócios de moda da América do Sul. E nesse período, se revelou como uma importante plataforma de crescimento para empresas que investem em produtos diferenciados para os setores de vestuário, joias/bijuterias, calçados, bolsas e acessórios" disse Everton Magalhães Siqueira, presidente da Regional Vale do Paranaíba.
Além de marcas estreantes, do Grupo NOHDA Uberlândia (Patrícia Bonaldi, Apartamento 03, Lucas Magalhães e Pat Bo), empresas associadas ao Sindvestu que representam Uberlândia no evento: Clara Nato, Fabiana Milazzo, Flávia Rampelotti, Fethie Specially Handmade,  Ateliê Letícia Manzan, Neusa Faria Confecções  e Raquel de Queiroz.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Minas Trend ganha apoio do Governo e confirma sua importância para a indústria da moda mineira
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial